domingo, 29 de abril de 2012

Real Madrid bate Sevilla e seca Barça para ser campeão hoje @Reinaldo_Cruz @QB_7 @assuntosdegoias

Na última semana, os dois gigantes da Espanha foram eliminados na  semifinal da Liga dos Campeões. Na terça, o Barça empatou em 2  a 2 com o Chelsea e ficou fora da final do dia 19 de maio. Já o  Real caiu nos pênaltis para o Bayern de Munique, um dia depois.
Na sexta, Guardiola anunciou que não treinará o clube catalão na próxima temporada e que seu auxiliar, Tito Vilanova, será o  comandante de Lionel Messi & cia. Sem a Champions e  praticamente sem chances no Espanhol, a última oportunidade para o Barça ser campeão na temporada é a Copa do Rei contra o Athletic Bilbao, dia 25 de maio, no estádio Vicente Calderón.
O Real Madrid fez sua parte e pode ser campeão neste domingo. O time de José Mourinho venceu o Sevilla por 3 a 0 no Santiago Bernabéu, com gols de Cristiano Ronaldo e Benzema (dois), pela 36ª rodada, e agora tem que secar o Barcelona para garantir o título do Campeonato Espanhol por antecipação. Em festa, a torcida merengue deixou o estádio cantando "Campeones, campeones, oé, oé, oé". Os merengues lideram com 91 pontos, dez a mais que o Barça, faltando três jogos (a 20ª rodada será disputada em 2 de maio).
 Se a equipe de Pep Guardiola for derrotada pelo Rayo Vallecano neste domingo, às 16h30m (de Brasília), fora de casa, a taça é do Real. Um empate entre Barça e Rayo não garante o título para a equipe merengue porque a diferença ficaria em nove pontos e o clube catalão leva vantagem no confronto direto (vitória de 3 a 1 e derrota de 2 a 1), que é o critério de desempate.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Guardiola saiu do Barça? O que estamos esperando? ÃO,ÃO,ÃO Guardiola é SELEÇÃO @Reinaldo_Cruz @QB_7

Delta sai do consórcio Transcarioca 
Questão Brasil
A empresa Delta Construção, suspeita de ter ligações com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, está deixando o consórcio responsável pela Transcarioca, informou nesta quinta-feira a prefeitura do Rio de Janeiro. Em nota, a prefeitura afirma que "foi comunicada hoje pelo consórcio TRANSCARIOCA BRT, formado pelas empresas ANDRADE GUITERREZ e DELTA, de que a DELTA está deixando o consórcio".
O grupo é responsável pela construção do trecho do BRT Transcarioca entre a Barra da Tijuca e a Penha. Segundo o comunicado da prefeitura, "a empresa ANDRADE GUTIERREZ assume todas as responsabilidades pelas obras sem causar qualquer prejuízo ao município". "O andamento das obras segue normalmente e o cronograma está mantido", finaliza a prefeitura.
Em nota, a Delta Construções disse que não iria se pronunciar sobre o caso.


Fonte: Site Terra 

Aborrecido Cachoeira manda recado  à aliados e já cogita abrir o jogo 

O empresário Carlinhos Cachoeira, acusado de envolvimento com o jogo do bicho, promete “abrir o jogo” na CPI criada no Congresso Nacional para investigar suas atividades. As informações são da colunista da Folha de S. Paulo e BandNews FM, Mônica Bergamo.
Segundo a jornalista, Cachoeira tem mandado recados para aliados, a partir da prisão, insinuando que pode fazer revelações que envolveriam muitos políticos.
No entanto, segundo Bergamo, é possível que a tática seja apenas uma forma de pressionar alguns aliados que o teriam abandonado, já que os próprios advogados de Cachoeira preferem que ele não faça nenhum pronunciamento polêmico na CPI.


'Se quebrar, problema é da Delta', diz Miriam Belchior 


Senador Demóstenes Torres que fez lobby para cachoeira
Se a Delta Construções quebrar, "o problema é da empresa, não é do governo", declarou ontem a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, procurando afastar as especulações de que as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) poderão sofrer atrasos ou paralisações por causa da CPI mista que apura a atuação do bicheiro Carlinhos Cachoeira. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.
A Delta é a maior executora de projetos do PAC diretamente contratados pelo governo federal. De 2007 até agora, a empreiteira recebeu do governo federal R$ 2,968 bilhões, segundo levantamento da ONG Contas Abertas. Somando os projetos de responsabilidade das estatais e demais contratos, o total chega a R$ 4,130 bilhões. Se a Delta for declarada inidônea, os contratos serão analisados caso a caso. "Vamos ver o que vai acontecer, e quando acontecer veremos o que pode ser feito", desconversou a ministra. O coordenador do Contas Abertas, Gil Castelo Branco, considerou "absoluta ilusão" dizer que o PAC não será afetado.


Fonte: Site Terra 

Grampo liga contraventor a verbas do BNDES para Goiás 

Carlinhos Cachoeira era atuante em vários segmentos
Uma conversa entre Carlinhos Cachoeira e o ex-vereador de Goiânia Wladimir Garcez, gravada pela Polícia Federal durante a Operação Monte Carlo, mostra que ambos trataram de verbas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) destinadas a obras no Estado de Goiás. Durante o diálogo, ocorrido em 26 de abril de 2011, Garcez diz a Cachoeira: "Eu num falei pro Cláudio ainda, mas... parece que... aquela hora que eu tava com você no carro o secretário de Finanças lá o... diretor financeiro que eu tinha ligado pra ele mais cedo, disse que o governador assinou o decreto, vai ser publicado, e que agora é rápido, aquele pagamento lá da... do BNDES entendeu? (sic)".
O Cláudio citado no diálogo é Cláudio Abreu, ex-diretor da Delta Construções, preso anteontem durante operação do Ministério Público em Goiânia. Pouco antes de citar o BNDES, Garcez diz a Cachoeira que queria levá-lo à Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) no dia seguinte, antes que o contraventor fosse ao aeroporto, pois uma pessoa chamada Tiago lhe telefonara para informar que "agora sai o trem lá porque pegou o quadro lá tudo direitinho".
O governo de Goiás, na gestão de Marconi Perillo (PSDB), tinha à disposição R$ 85 milhões do BNDES para obras - valor restante de um contrato de R$ 260 milhões firmado na gestão anterior de Alcides Rodrigues (PP). Perillo prometia usar os recursos em obras rodoviárias. A Delta era uma das empresas que tinham contrato com a Agetop.
Em 29 de abril, três dias após o diálogo gravado pela Polícia Federal entre os contraventores, o governo de Goiás publicou dois decretos suplementando o orçamento da agência de obras, um deles no valor de R$ 17 milhões e outro no valor de R$ 1,4 milhão. Duas semanas depois, um novo decreto suplementa o crédito da Agetop em R$ 69,5 milhões.
A Agetop, que é presidida por Jayme Rincón, tesoureiro da campanha de Marconi Perillo ao governo goiano em 2010 e uma das figuras mais proeminentes da administração goiana, afirma ter pago à Delta entre 2011 e 2012 para conservação e construção de rodovias o montante de R$ 12,8 milhões. O jornal O Estado de S. Paulo, porém, localizou no Portal da Transparência do governo estadual pagamentos de R$ 51,1 milhões à empresa somente no ano passado. O governo não explicou a diferença nos valores, que pode estar no fato de que a Delta tem contratos em outras áreas.
Atualmente, somente com a Agetop a empresa tem contratos que somam R$ 115 milhões. Desses, segundo o governo, R$ 64,5 milhões foram firmados na gestão Alcides Rodrigues, e R$ 51,5 milhões na atual.
Na conversa com Garcez flagrada pela PF, Cachoeira volta a citar Cláudio Abreu: "Você que tem de cobrar o Cláudio. Segunda-feira é que dia? Terça-feira tem de tá depositado esse trem".
Outro lado
Questionados sobre o grampo, o governo de Goiás e a Agetop afirmam que "o pagamento das obras rodoviárias do convênio do BNDES foi realizado independente do interesse de qualquer empresa, já que contemplou todas as empresas executoras das obras nele contidas". "Em relação ao convênio com o BNDES informamos que todas as prestações de contas e solicitações de recursos são condicionadas à atualização da regularização fundiária e ambiental, o que foi providenciado no primeiro semestre do ano passado. Por meio de decretos governamentais essa regularização fundiária e ambiental foi efetivada, não restando nenhuma pendência para a prestação de contas da Agetop", diz a nota.
Os advogados de defesa de Cachoeira e Wladmir Garcez não quiseram se manifestar.
O BNDES informou que após conceder empréstimos "realiza acompanhamento tanto da parte financeira, por meio da conferência de documentos que comprovam a realização dos gastos previstos na execução de determinada obra, quanto por meio de visitas de campo". Sustentou que "não foi detectada nenhuma irregularidade na aplicação dos recursos" da obra em questão. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Diário do grande ABC


PSDB quer convocar tesoureiro foragido de Cachoeira 

Cerco ainda nem começou a se fechar
O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), apresentou um requerimento para convocar o contador Geovani Pereira da Silva para depor na CPI do Cachoeira, que começou a funcionar na quarta. Reportagem publicada dia 25, pelo Estado de S.Paulo revela que Geovani está, nas palavras do seu advogado, "pronto para cooperar" com a investigação parlamentar que tem por objetivo apurar o envolvimento do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com agentes públicos e privados.
O contador está foragido há dois meses, desde que a Polícia Federal deflagrou a Operação Monte Carlo. A PF considera-o como arquivo vivo do esquema de pagamento de propina a políticos e servidores públicos comandado por Cachoeira. Seu defensor, Calisto Abdala Neto, disse que o tesoureiro do grupo está apenas "resguardado" até que a Justiça relaxe a ordem de prisão que tem contra ele.

Fonte: Diário do grande ABC 

CPI dos Bingos será desarquivada 

Agnelo Queirós também está enrolado com a CPI
Os documentos produzidos pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Bingos, que funcionou no Senado há seis anos, deverão ser desarquivados pela recém-criada CPMI (Comissão Parlamentar Mista) do Cachoeira, que vai apurar as ligações do empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso por suspeita de envolvimento em corrupção e jogos ilícitos.
O requerimento para desarquivar as informações não chegou a ser apreciado nesta quarta-feira, na primeira reunião da comissão, mas conta com o apoio tanto da oposição quanto dos governistas.
Na CPI dos Bingos, Cachoeira foi uma personagem importante e foi indiciado no relatório. Também conhecida como "CPI do Fim do Mundo", a comissão investigou o ex-assessor do então ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, Waldomiro Diniz e o então ministro da Fazenda, Antonio Palocci.
Hoje, o deputado Onyx Lorenzzoni (DEM-RS) defendeu o desarquivamento dos documentos da CPI. "Lá [CPI dos Bingos], estão todos os documentos que indicam o início dessa investigação. Estão todas as quebras de sigilo. Os documentos estão aqui, as informações estão na Secretaria do Senado. A defesa que o DEM faz é que nós iniciemos pela CPI dos Bingos e que, na próxima semana, foi o apelo que eu fiz ao presidente [da CPMI do Cachoeira], já se faça a convocação e se apresente os pedidos de quebra de sigilo", destacou.
"Nos arquivos da CPI dos Bingos, há depoimentos importantes como o do Waldomiro Diniz, que traz a origem, a continuidade e a estruturação da organização criminosa comandada por Carlos Cachoeira", completou Lorenzzoni.


Fonte: Agência Brasil

CPI tem disputa entre governo e oposição 
Dilma Rousseff disse que manterá posição de respeito
Instalada nesta quarta-feira no Congresso, a CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) do Cachoeira promete ser o palco de disputa entre oposição e governistas, pelo menos no período que antecede a campanha para as eleições municipais de outubro. Os dois lados já começaram divergindo sobre a forma de trabalho.
Os oposicionistas, representados principalmente pelo DEM e pelo PSDB, querem a distribuição dos trabalhos em subrelatorias, método usado para acelerar as investigações na CPI dos Correios, em 2005. Eles alegam o amplo foco das investigações da comissão.
Já os governistas defendem que o relatório seja conduzido somente pelo relator, o deputado Odair Cunha (PT-MG). "Essa é uma tentativa da oposição de esvaziar o trabalho do relator", defendeu o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), ex-líder do PT na Câmara e integrante da comissão.
O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) defendeu que se os trabalhos ficarem concentrados unicamente no relator, a CPMI não atenderá aos objetivos para os quais foi criada. "São tantas vertentes dessa CPMI, temos duas operações da Polícia Federal, temos crimes de contravenção, jogos ilegais, envolvimento de agentes públicos e privados. É uma investigação muito ampla. Concentrar o trabalho em uma pessoa só é trabalhar a favor da ineficácia", disse. “O que vai acontecer é que, se permanecer essa forma de trabalho, teremos um relatório, ao final, aquém do que essa comissão deveria produzir”, completou o senador.


Fonte: Band

Após ganhar tudo Guardiola deixa Barcelona 
Guardiola se cansou de treinar o melhor time do Mundo
A saída de Guardiola foi confirmada apenas três dias depois de o time catalão empatar por 2 a 2 com o Chelsea, no Camp Nou, no jogo que decretou a eliminação da equipe de Messi na semifinal da Liga dos Campeões da Europa. Antes disso, no último sábado, o Barça caiu por 2 a 1 diante do Real Madrid, também em casa, e viu o arquirrival ficar mais próximo do título do Campeonato Espanhol.
A eliminação da Liga dos Campeões da Europa para o Chelsea, terça-feira, foi o prenúncio do fim da era Guardiola no Barcelona. Nesta sexta-feira, o comandante do time culé anunciou em entrevista coletiva que vai deixar o clube após o fim da temporada. Ele afirmou que já havia comunicado à diretoria que deixaria o cargo, mas que preferiu não informar ao elenco da equipe catalã. O auxiliar Tito Vilanova será o novo técnico de Lionel Messi, Xavi & cia.
O contrato de Guardiola irá se expirar ao final desta temporada do futebol europeu, que se encerra no próximo mês, e o técnico não aceitou a proposta que o clube fez para prorrogar o acordo. Antes de deixar o comando, porém, o treinador seguirá dirigindo o Barcelona nesta reta final do Campeonato Espanhol e fará a sua despedida oficial no cargo no próximo dia 25 de maio, quando o time catalão disputará a decisão da Copa do Rei contra o Athletic Bilbao.

Fonte: Globoesporte.com
Athletic Bilbao 3x1 Sporting 
|Liga Europa|

Athletic Bilbao recebeu o time do Sporting de Lisboa, no San Mamés, venceu pelo placar de 3 a 1 e garantiu vaga rumo á final da Liga Europa desta temporada. O time Basco entrou para a história da região autônoma por fazer a final contra o Atlético de Madrid, no próximo dia 9 de maio, no Estádio Nacional, em Bucareste, na Romênia. Desde a temporada 1976/77, que o time de Bilbao não decidia uma final de campeonato Europeu. Na antiga Copa da UEFA, o time basco acabou fazendo a final com a Juventus e perdeu.


Brasil pode passar vergonha em 2014, diz Blairo Maggi 
Senador e ex-governador de Mato Grosso, Blairo Maggi (PR) – que preside a Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Copa do Mundo de 2014 – alfinetou as cidades-sedes da Copa 2014 que ainda não iniciaram obras.
Durante reunião da Comissão de Meio Ambiente, Fiscalização e Controle (CMA) do Senado, nesta terça-feira (24), o senador avisou aos Governos (estadual e federal) que se não forem aceleradas as obras de infraestrutura e logística, o Brasil correrá sério risco de passar vergonha por não conseguir cumprir o cronograma da Fifa.
“Se as obras da Copa do Mundo de 2014 não deslancharem até o final deste primeiro semestre, nós vamos passar vergonha, porque o evento tem dia e hora para começar. Há um risco, inclusive, das coisas não acontecerem ao tempo que deveriam e as pessoas chegarem aqui no Brasil e estarmos tirando sacos de cimento do caminho para que elas possam passar”, disse Maggi, que foi idealizador do projeto da Copa em Cuiabá enquanto governador do Estado de Mato Grosso.
De acordo com a assessoria do parlamentar, a última visita de Blairo a um estádio foi em Cuiabá, em fevereiro deste ano. O senador disse que as visitas técnicas de inspeção irão ser retomadas ainda neste primeiro semestre.

Fonte: Cenário MT 
Oscar foi liberado para atuar no Internacional/RS 

Nesta quinta à noite, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) concedeu habeas corpus a Oscar. Com isso, o jogador poderá atuar pelo Internacional, após imbróglio com São Paulo. O meia está liberado para jogar o clássico GreNal deste domingo, jogo que vale o título do segundo turno do campeonato gaúcho.

Fonte: Goal.com 

Pedro Leonardo permanece em estado grave 

O cantor Pedro Leonardo Dantas da Costa, 24, passou por um exame, nesta sexta-feira (27), que avalia o fluxo sanguíneo no cérebro, informou a médica Ludmilla Hajjar, coordenadora da UTI do Sírio-Libanês, à reportagem da Rede Globo. De acordo com a médica, o cérebro ainda está inchado e é preciso mais fluxo de sangue para que o órgão volte ao tamanho normal.
O estado do cantor, filho de Leonardo, ainda é muito grave, mas estável. Pedro permanece em coma induzido e ainda não dá para saber se a pancada que sofreu no acidente de carro deixará sequelas neurológicas ou motoras. Ainda de acordo com Ludmilla, o músico passou a noite bem e não houve intercorrências na transferência de Goiânia para São Paulo. A assessoria do hospital não quis confirmar nenhuma das informações.

Fonte: A Crítica
Kirchner participa de ato de apoio à expropriação da YPF 

A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, participa hoje (27) de um ato público em apoio à expropriação da petrolífera YPF, administrada pela espanhola Repsol. Organizações não governamentais (ONGs) e partidos políticos confirmaram presença. O ato será no Estádio Velez Sarsfield, em Buenos Aires, na capital argentina.
De acordo com a presidenta, o ato deve reunir cerca de 150 mil pessoas. A cerimônia ocorre no momento em que se celebra também o nono ano da eleição do ex-presidente Néstor Kirchner (2002-2006), morto em outubro de 2010.
O líder da Frente para a Vitória, deputado Agustín Rossi, disse que o ato será um dos maiores do governo Kircher. Ele lembrou que o ato ocorre no momento em que o Senado aprovou a expropriação e os deputados respaldaram a decisão. “[A decisão representa] a recuperação da soberania energética”, disse o deputado.
Ontem (26), o Senado aprovou por 63 votos a favor, 3 contrários e 4 abstenções o projeto que determina a expropriação de 51% das ações da petrolífera espanhola YPF. A aprovação da proposta contou com o apoio dos partidos da base aliada e do governo. A discussão do tema durou mais de 14 horas. Apenas dois senadores faltaram à sessão.

Fonte: Agência Brasil

Dilma sofre pressão para vetar Código Florestal 



1/4 dos brasileiros sofre de hipertensão 


Da Agência Brasil

A hipertensão atinge 22,7% dos brasileiros adultos, segundo dados da pesquisa Vigitel do Ministério da Saúde, divulgados nessa quinta-feira, Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. Quase 60% da população com mais de 65 anos têm a doença, que é considerada crônica.
A prevalência da hipertensão cresce à medida que a população envelhece. Na faixa etária de 18 a 24 anos, apenas 5,4% são diagnosticados com a doença. A partir dos 65 anos, o percentual salta para 59,7%. A doença é mais comum entre as mulheres (25,4%) que entre os homens (19,5%).
Em 2010, a mesma pesquisa apontou que 23,3% da população adulta vivem com pressão alta. Apesar da leve queda na comparação com os dados do ano passado, o ministério considera a taxa estável.
No Distrito Federal, estima-se que haja 400 mil hipertensos. Os cardiologistas alertam para a necessidade de previnir a doença, que avança silenciosamente, sem dar sinais. A hipertensão caracteriza-se pela pressão arterial igual ou superior a 14 por 9.
O coordenador do Programa de Hipertensão do Distrito Federal, cardiologista Lucimir Henrique, lembra que a população pode, e deve, aferir a pressão regularmente e ter acesso aos primeiros tratamentos nos postos de saúde.
"Grande parte da população descobre que tem a doença por acaso, quando vai ao médico. É um erro comum acreditar que, para tratar a doença, você precisa ir ao especialista em cardiologia. Não é assim. Quem afere a pressão é a equipe de saúde: o médico, o enfermeiro que é treinado para isso. Nós temos um protocolo em consulta pública para que o enfermeiro conduza as orientações iniciais", disse o cardiologista à Agência Brasil.
O médico chama a atenção para os fatores que contribuem para o aumento da pressão arterial. "Os mais comuns são os genéticos e o comportamental: se você costuma exagerar no sal em sua alimentação e é sedentário, as chances de desenvolver um quadro de hipertensão aumentam, além de fatores como o tabagismo, o alcoolismo e o estresse".
Hipertenso, o aposentado Davi Pinto, 75 anos, reclama do atendimento médico dado aos hipertensos na rede pública de saúde. "O governo não dá nenhum suporte para a gente. Mal oferece os medicamentos, que sempre faltam no posto de saúde. No posto que eu vou, há mais de três meses está faltando um remédio que eu tomo para a pressão".
Para o administrador de empresas Jermerson Serrão, 46 anos, aos poucos, a população está começando a ter hábitos mais saudáveis. "As pessoas estão prestando mais atenção à saúde. Estão comendo coisas mais saudáveis, indo para as academias e pensando mais no amanhã. Se cuidar direitinho hoje da saúde, garante uma velhice com menos visitas aos hospitais. Eu não tenho tempo para malhar, mas faço caminhada sempre que posso".
A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) coordena uma campanha de conscientização em todo o país para reduzir o consumo de sal, açúcar, frituras, temperos prontos, derivados de leite integral, carnes gordurosas e alimentos industrializados, que contribuem para agravar a hipertensão.

Parar investigação sobre Cachoeira aumentaria impunidade 

José Eduardo Cardozo, defendeu nesta quarta-feira, 25, a Polícia Federal por ter continuado as investigações que levaram à prisão do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, mesmo após gravações mostrarem o envolvimento do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). A defesa dos investigados tem pedido a nulidade das provas porque o senador só poderia ser investigado com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).

Fonte: EStadão.com 



Plano B da FIFA Engenhão é inscrito para a Copa das Confederações 
O mandatário botafoguense revelou que, no segundo semestre do ano passado, o então presidente da CBF, Ricardo Teixeira, lhe disse que a entidade que controla o futebol mundial havia credenciado o Engenhão para a Copa das Confederações. "O Ricardo foi à Fifa e depois me falou isso. Foi uma medida preventiva, caso houvesse algum problema com o Maracanã", afirmou.
De acordo com o dirigente, inspetores da Fifa têm visitado o Engenhão quatro vezes por ano, em média. Isso também ocorre com os representantes do Comitê Olímpico Internacional (COI), com o qual o Botafogo tem uma parceria, lembrando que o Rio será a sede da Olimpíada de 2016. "O Engenhão tem plenas condições de abrigar a Copa das Confederações. É uma retaguarda do Estado do Rio para uma eventual retirada do Maracanã", disse Assumpção.


Guardiola saiu do Barça? O que estamos esperando? ÃO,ÃO,ÃO Guardiola é SELEÇÃO 

A "era Guardiola" chegou ao fim no Barcelona. Nesta sexta-feira, o técnico anunciou sua decisão de não renovar o contrato com o clube e, com isso, sairá ao fim desta temporada, para tristeza do presidente Sandro Rosell, que fez questão de exaltar os feitos do treinador.
"A maturidade será a base para nos consolidarmos fortes e unidos em nosso futuro. Obrigado, Pep, pela felicidade que nos deu e por tudo que trouxe ao Barça. Obrigado, Pep, por ter aperfeiçoado um modelo futebolístico que nunca mais poderá ser questionado. Obrigado por ter representado a instituição de forma tão exemplar, sendo bandeira dos valores que nos definem como clube. Obrigado por seu apoio, afeto e amor", disse o presidente.
A ideia do Barcelona é manter o padrão apresentado nas últimas temporadas e, por isso, a diretoria definiu um substituto que já estava no clube. Será o auxiliar Tito Vilanova, que, de acordo com Rosell, poderá se aproveitar de uma "ótima base" deixada por seu antecessor.
"Temos que aprender com tudo o que ele (Guardiola) nos deixou", disse o mandatário. "(O Tito) vai partir de uma ótima base e o que deverá fazer é tentar melhorar as coisas que puder e nunca estar satisfeito com as coisas que tem", completou.
Guardiola participou de uma era vencedora no Barcelona. Entre as 13 conquistas do clube nos últimos quatro anos, foram dois títulos da Liga dos Campeões da Europa (2008/2009 e 2010/2011), dois do Mundial de Clubes (2009 e 2011) e três do Espanhol (2008/2009, 2009/2010 e 2010/2011). Mesmo com o ótimo desempenho, o treinador já vinha pensando na possibilidade de sair desde o ano passado.

Fonte: Diário do Grande ABC 


Novos áudios mostram ligações do Governo de Goiás com o grupo de Cachoeira 

Grampos da Polícia Federal, obtidos na operação Monte Carlo, flagraram o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e seus aliados falando em pagamentos ao governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e integrantes do primeiro escalão do governo em troca de vantagens em negócios públicos. As conversas, que citam diretamente o nome do governador, complicam ainda mais a situação do tucano, que deve ser alvo de investigação da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) instalada no Congresso.

De acordo com as gravações, obtidas pelo jornal O Estado de S. Paulo, a organização do contraventor, acusado de chefiar um esquema de jogos ilegais no País, se valia dos repasses para emplacar nomeações, abocanhar obras e vencer licitações tocadas pelo governo estadual em diversas áreas. Os diálogos mostram que Cachoeira "emprestou" R$ 600 mil ao presidente da Agetop (Agência Goiana de Transportes e Obras), Jayme Rincón, um dos principais aliados de Perillo, ex-tesoureiro de sua campanha em 2010. A assessoria do governador não quis comentar o caso.

O pagamento é relatado pelo próprio Cachoeira numa ligação de 1º de agosto de 2011. Do outro lado da linha, o então diretor da Delta Construções no Centro-Oeste, Cláudio Abreu, responde que é preciso "tirar proveito da situação", conforme relatos que constam na investigação da PF.

Onze dias depois, Abreu diz a Cachoeira que está em segundo lugar em três licitações e que, se Wladimir Garcez — ex-vereador do PSDB que, segundo a PF, atuava como elo entre a quadrilha e o governo — negociasse com sucesso a saída de concorrentes melhor colocados do páreo, ganharia recompensa.

— Quero o lote 18. Se o Wladimir conseguir com o Marconi e com Jayme que o cara arranque a proposta dele e eu entre com a minha proposta, assino o contrato e eu dou R$ 50 mil pra ele.

Em outra conversa, fica claro que o empréstimo de R$ 600 mil a Rincón teria rendido ao grupo de Cachoeira a nomeação de um parente na Agetop.

Em outro telefonema, interceptado pela PF em 27 de abril do ano passado, Cachoeira se mostra irritado com Garcez. Ele reclama do desempenho do secretário de Infraestrutura, Wilder Morais, ao nomear desafetos para cargos no Departamento de Trânsito de Goiás (Detran-GO).
— Um b**** consegue emplacar um cara que a gente estava boicotando! Vai falar que é competência de quem? Dele, né? Porque não deu um centavo para o Marconi.

Os grampos mostram o apetite da organização por obras de outras áreas. Em 26 de abril de 2011, Cachoeira ouve de um aliado, identificado como "Júlio", que Perillo construiria escolas. Em seguida, o interlocutor diz que o titular da Secretaria de Educação facilitaria a entrada no negócio:

— É o Thiago Peixoto. É nosso, 100% nosso. Precisa ligar para o Marconi, não. Wladimir vai falar com ele.

Em nove de julho de 2011, Garcez fala para Cachoeira sobre recapeamento asfáltico.

— É aquilo que o Marconi, você lembra que falou lá na casa do Edivaldo (Cardoso ex-chefe do Detran) para nós dois?

Fonte; Portal R7

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Dilma e Lula negam assunto "CPI" @Reinaldo_Cruz @Dribles_ @Assuntosdegoias @BrasliaDF @QB_7 @cnn_br

Governador Marconi Perillo/ imagem de arquivo
Em decisão inédita Marconi Perillo pede investigação da Procuradoria Geral da Republica


A pedido do governador Marconi Perillo (PSDB-GO), o advogado Carlos de Almeida Castro, o Kakay, vai pedir nesta quinta-feira (26) que a PGR (Procuradoria-Geral da República) instaure inquérito para investigar o tucano no caso Cachoeira.
Advogado de Perillo, Kakay afirma que a decisão é "inédita" por ser sido solicitada pelo futuro investigado, mas poderá desmentir as suspeitas que recaem sobre o governador.
"Estou fazendo uma coisa inédita a pedido do meu cliente. A imagem dele está sendo deturpada e a investigação vai nos ajudar a mostrar isso", afirmou.
Gravações feitas pela Polícia Federal na Operação Monte Carlo levantam a suspeita de que o empresário Carlos Cachoeira enviou dinheiro, escondido numa caixa, para um integrante de seu grupo que estava na sede do governo de Goiás, comandado por Perillo.
Segundo o site do jornalista Mino Pedrosa e a edição de ontem do "Jornal da Globo", o valor enviado ao Palácio das Esmeraldas foi de R$ 500 mil.
As gravações foram feitas em junho do ano passado. Nelas, aparecem Cachoeira, Gleyb Ferreira da Cruz, um dos principais auxiliares do empresário, e Wladimir Garcez, ex-vereador de Goiânia e apontado como elo do grupo com políticos.
Nos diálogos, Cachoeira diz que mandará o "negócio" por Gleyb até Garcez, que estaria no palácio esperando por uma audiência com Perillo. Pelos áudios, não fica clara o dinheiro de fato chegou às mãos de qualquer pessoa do governo goiano.
O relatório da Polícia Federal apresenta os diálogos com o título: "Entrega de dinheiro no palácio do governo de Goiás".
Em nota divulgada ao "Jornal da Globo", Perillo classificou a história como "irresponsável, leviana, inverídica e despropositada" e negou qualquer encontro no palácio.
Além de ser advogado de Perillo, Kakay e advogados do seu escritório também defendem o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), flagrado em grampos da PF na Operação Monte Carlo em conversas com Cachoeira.






Ministro diz que CPI terá acesso á processos das operações da PF
Deputado Sandes Júnior (PP-GO)
José Eduardo Cardozo, Ministro da Justiça, afirmou nesta quarta-feira (25) que as informações da Polícia Federal serão liberadas à CPI mista do Cachoeira, que investiga as relações do empresário de jogos ilegais Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com políticos e agentes privados.
Cardozo rebateu a linha de defesa de envolvidos que tentam desqualificar e anular as provas da Polícia Federal, por conta de foro privilegiado ou por reclamações sobre os métodos para interceptações telefônicas.
Para o ministro, suspender a apuração do caso representaria o aumento da impunidade.
 "Parar uma investigação como essa ampliaria a impunidade no país", disse o ministro após participar de audiência na Câmara sobre Código Comercial. "Não se pode interpretar garantia [foro privilegiado] como privilégio", completou.
Senador Demóstenes 
 Ele defendeu a atuação da PF, classificando a Operação Monte Carlo, que coibiu a atuação do grupo de Cachoeira, como séria. "Eu tenho convicção que a PF agiu no estrito cumprimento da lei."
Cardozo disse que os agentes da Polícia Federal que são suspeitos de envolvimento com o esquema estão sendo investigados e se for comprovado as acusações serão demitidos. Ele afirmou ainda que a orientação do governo é para agir republicanamente investigando todos os suspeitos, sem levar em consideração a ligação partidária.
O ministro evitou comentar possíveis convocações da CPI, como a do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, mas assegurou que o material requisitado por deputados e senadores será encaminhado.
"Eu disponibilizarei as informações que tenho para CPI fazer um bom trabalho."
O ministro não quis comentar a Operação Saint Michel da Polícia Civil do DF que prendeu Claudio Abreu, ex-diretor da construtora Delta, maior recebedora de recursos do Orçamento federal desde 2007. Ele disse apenas que as prisões seguem decisões judiciais.

Marconi Perillo recebeu dinheiro de Cachoeira, afirma Polícia Federal
Governador Marconi Perillo esta de novo no foco do caso Cachoeira
Gravações feitas pela Polícia Federal na Operação Monte Carlo levantam a suspeita de que o empresário Carlos Cachoeira enviou dinheiro, escondido numa caixa, para um integrante de seu grupo que estava na sede do governo de Goiás, comandado pelo tucano Marconi Perillo.
Segundo o site do jornalista Mino Pedrosa () e a edição de ontem do "Jornal da Globo" () , o valor enviado ao Palácio das Esmeraldas foi de R$ 500 mil.
As gravações foram feitas em junho do ano passado. Nelas, aparecem Cachoeira, Gleyb Ferreira da Cruz, um dos principais auxiliares do empresário, e Wladimir Garcez, ex-vereador de Goiânia e apontado como elo do grupo com políticos.
Nos diálogos, Cachoeira diz que mandará o "negócio" por Gleyb até Garcez, que estaria no palácio esperando por uma audiência com Perillo. Pelos áudios, não fica clara o dinheiro de fato chegou às mãos de qualquer pessoa do governo goiano.
O relatório da Polícia Federal apresenta os diálogos com o título: "Entrega de dinheiro no Palácio do governo de Goiás".
Em nota divulgada ao "Jornal da Globo", Perillo classificou a história como "irresponsável, leviana, inverídica e despropositada" e negou qualquer encontro no Palácio.
O governador Marconi Perillo (PSDB – GO) admitiu ontem a influência de Carlinhos Cachoeira no Estado, mas negou qualquer envolvimento com o bicheiro. Hoje, no entanto, o jornalista Josias de Souza () publicou uma nota em em blog sobre transcrições de escutas telefônicas da Polícia Federal em que o contraventor combina a entrega de uma caixa de dinheiro ao palácio do governo de Goiás.




O Guardião, sistema de escutas telefônicas da Polícia Federal, gravou em 10 de junho do ano passado conversas nas quais Carlinhos Cachoeira combina com integrantes de sua quadrilha a entrega de uma caixa contendo dinheiro.
O título do relatório sigiloso no qual a PF resume o conteúdo dos diálogos é explícito: “Entrega de dinheiro no palácio do governo de Goiás.” O destinatário da verba seria o governador tucano Marconi Perillo. Ele nega.
O blog QuidNovi, do jornalista Mino Pedrosa, ex-empregado de Cachoeira, veiculou um lote de áudios. Num deles, o pós-bicheiro conversa com Geovani Pereira da Silva, apontado pela PF como tesoureiro da quadrilha.
Garcez pergunta a Cachoeira se pode enviar a encomenda para o “Waldimir” por meio de um portador (Gleyb Ferreira da Cruz). O contraventor autoriza. E faz uma recomendação: “Manda ele esconder aí.” E o tesoureiro: “Tá numa caixa de computador.”
Governador Agnelo Queirós é outro enrolado
O “Wladimir” mencionado no diálogo é, de acordo com a PF, um ex-vereador do PSDB de Goiânia, Waldimir Garcez. Foi ele, de acordo com os indícios recolhidos pelas interceptações telefônicas, quem fez a entrega do dinheiro.
Pouco depois, numa segunda conversa, Cachoeira informa a Geovani onde a caixa deveria ser entregue: “Cê contou?”, Cachoeira pergunta. “Cabei de conferir”, o interlocutor responde. E o bicheiro: “Então lacra aí, manda entregar pro Waldimir lá na praça lá. Ele tá na praça lá perto dopalácio. Fala pra ele passar lá e deixar.”
Noutro grampo, Cachoeira conversa com o próprio Wladimir. Ele informa que está no palácio. Aguardava pela oportunidade de avistar-se com o governador. “Acho que lá pelas quatro e meia, tem dois deputados ainda”, ele diz.
Wladimir informa a Cachoeira que o “tenente”, supostamente o ajudante de ordens de Perillo, lhe pediu para “ficar próximo”. Quando chegasse a sua vez, avisaria. Nessa conversa, o bicheiro cita textualmente o nome de “Marconi.”
A PF não faz menção a valores no seu relatório. Ao resumir um dos diálogos de Cachoeira com o contador Geovani, o documenta anota: “cruzar com movimentação financeira – provável grande quantidade $”
Marconi Perillo manifestou-se por meio de nota. Escreveu: “É irresponsável, leviana, inverídica e despropositada esta história toda. Associar meu nome a práticas ilegais, sem conexão com a realidade denota irresponsabilidade deliberada. Rechaço veementemente qualquer insinuação ou afirmação neste sentido.”
Acrescentou: “Nunca houve esse encontro, nunca tratei no palácio de quaquer assunto que não fosse de interesse do governo de Goiás. Não há a menor lógica ou verdade nesta afirmativa, este assunto é esdrúxulo.”
Como que farejando o inevitável, o próprio PSDB apresentou na primeira reunião da CPI do Cachoeira, realizada nesta quarta (25), um requerimento de convocação de Perillo. A legenda alega que o governador manifestou o interesse em esclarecer os fatos.




Com informações do Uol () e Brasil 247 ()




Demóstenes Torres quer que o Conselho de ética espere a conclusão da CPI para julga-lo




Foto: Ricardo/ Instituto Lula
José Sarney, Marco Maia, Mariza Letícia e Lula em SP
Tramita no Supremo ação de Demóstenes para declarar as gravações ilegais, sob o argumento de que deveriam ter sido autorizadas pelo próprio STF, já que o senador tem foro privilegiado.
Se ainda assim a investigação prosseguir, a defesa do senador pede que sejam chamadas testemunhas para cada um dos fatos questionados. O próprio Cachoeira é colocado no rol de testemunhas que podem ser chamadas pelo senador.
Amizade e 'factóides'
Segundo Kakay, na defesa o senador não nega que tenha proximidade com Carlinhos Cachoeira.
"Ele [Demóstenes] tem um relacionamento próximo [com Cachoeira]. As famílias são próximas, as mulheres são próximas. Ele continua afirmando e não há nenhuma modificação quanto a isso".
A defesa ainda coloca que o senador está sendo obrigado a se defender de "factóides". "Muito pior do que o martírio de ter o nome, a respeitabilidade e a honra como cidadão e como parlamentar questionados publicamente, é ser obrigado a se defender desses factóides inverídicos perante seus pares, lançados à mídia de forma parcial, não contextualizada, no claro intuito de realizar um prejulgamento do defendente e, mais, buscar nítida desestabilização política", diz a defesa.

Com informações do G1 



Delta entrega documentos no Senado
Senador Jader Barbalho que já esteve como réu em CPI
Nos 40 minutos que andou pelos corredores do Senado e esteve na presidência da Casa, Verdini atraiu um batalhão de profissionais da imprensa, causou tumulto e saiu sem responder às perguntas sobre o envolvimento da empresa no suposto esquema de corrupção. Ele não comentou nem mesmo quais seriam os documentos que foram entregues, alegando que precisava preservar os colaboradores da Delta.




Diante de qualquer pergunta, Verdini repetia: "Estamos à disposição para ajudar numa investigação profunda". A frase era um "mantra" combinado com advogados. A visita, portanto, teve apenas caráter midiático, em um momento em que a empresa tenta demonstrar isenção e transparência, uma vez que possui muitos contratos de obras com o governo.




Questionado sobre a prisão do ex-diretor da Delta Cláudio Abreu, ocorrida ontem, Verdini respondeu que "isso está sendo tratado pelos advogados".


Com informações do Estadão.com 



Os trabalhos da CPI foram abertos e o ritmo é acelerado, todo mundo quer convocar todo mundo e os requerimentos quase chegam a 200 no primeiro dia 
Agência Câmara
Deputado ACM Neto (DEM-BA) quer agilidade na CPI
A CPMI do cachoeira terá acesso à íntegra dos documentos das operações Vegas e Monte Carlo (ambas da Política Federal) e base da prisão de Carlinhos Cachoeira, o que deverá embasar um série de pedidos de quebra de sigilos bancário e fiscal de suspeitos.
O momento mais tenso foi protagonizado pelo senador e ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL), da base de apoio do Planalto, que chegou a investir pela convocação do procurador-geral da República, Roberto Gurgel. Parte da base e do PT avalia que ele foi lento no encaminhamento da Monte Carlo, iniciada ainda em 2009. Porém o Planalto receia em transformar Gurgel alvo da comissão.
Os demais pedidos foram desde a convocação do subchefe de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Olavo Noleto, até uma acareação entre o ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) Luiz Antonio Pagot e Cachoeira.
Sem a presença da tropa de elite do PMDB, o líder do PT na Câmara, deputado Jilmar Tatto (SP), ficou sozinho para blindar o governo e teve de agir rápido para impedir a convocação de Gurgel. "A CPI precisa dar um prazo para o relator fazer um plano de trabalho", disse Tatto, que sequer participa da comissão.
Ao sair em socorro do recém-nomeado relator da CPI, deputado Odair Cunha (PT-MG), o líder petista tentou evitar o debate em torno dos requerimentos apresentados pela oposição. Diante da tática do PT, a CPI aprovou ontem apenas requerimentos solicitando a íntegra dos documentos das operações Vegas e Monte Carlo, ambas da Polícia Federal. As duas operações resultaram na prisão de Cachoeira e na abertura de processo no Senado para a cassação do mandato de Demóstenes Torres (sem partido-GO), envolvido com o contraventor. De posse dos documentos, a comissão vai requerer quebra de sigilo bancário, fiscal e telefônico dos envolvidos.
 Com o controle praticamente absoluto da CPI nas mãos de aliados, o PT também deixou evidente que tentará não dar espaço para a oposição nas investigações. Integrante da comissão, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) mostrou que será o braço direito de Odair Cunha, ao afastar logo a possibilidade de criação de sub-relatorias na CPI. "Não devemos encaminhar para a sub-relatoria. Isso é esvaziar o relator. Não é o momento de discutir sub-relatores", afirmou Teixeira.
A próxima reunião da CPI do Cachoeira será no dia 2. O presidente da Comissão, Vital do Rego (PMDB-PB), pretende até lá reunir-se com o procurador Roberto Gurgel e os dois delegados encarregados das operações Vegas e Monte Carlo e convidá-los para fazerem depoimentos.







Conselho de Ética deve votar relatório preliminar sobre Demóstenes em 8 de maio




A CPI pode acabar em pizza, mas vai fritar muita gente
O Conselho de Ética do Senado marcou para o dia 8 de maio a votação do relatório preliminar do senador Humberto Costa (PT-PE) sobre a representação do PSOL contra Demóstenes Torres (sem partido-GO), suspeito de envolvimento com o empresário Carlinhos Cachoeira, que é acusado de explorar jogos ilegais e fraudar licitações.
O documento, que pode recomendar ou não abertura de processo administrativo disciplinar contra o senador goiano, deve ser lido e debatido no dia 3 de maio, conforme cronograma definido na reunião realizada na manhã desta quinta-feira (26).
Segundo o presidente do Conselho, senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), nessas duas datas Demóstenes Torres ou um de seus advogados poderão comparecer às reuniões para apresentação de defesa oral. A defesa escrita foi entregue na noite de 25 de abril, e as cópias já foram encaminhadas a todos os integrantes do colegiado
– Todas as reuniões e atos deste Conselho estão sendo comunicados previamente ao acusado. Ele poderia até ter vindo hoje. Vamos continuar garantindo o respeito ao contraditório e à ampla defesa – afirmou.
Relatório
O relator Humberto Costa informou que recebeu a defesa prévia e começará a trabalhar no relatório mesmo sem ter ainda em mãos as informações solicitadas ao Supremo Tribunal Federal (STF).
– Não recebemos até agora nenhum documento requisitado ao STF, mas já sabíamos que nesta etapa inicial eles não seriam mesmo usados, portanto, não haverá prejuízo para a elaboração do relatório – explicou em entrevista após a reunião.
Segundo o relator, todas as questões suscitadas na defesa escrita de Demóstenes serão respondidas no relatório preliminar, entre elas, a solicitação para que o Conselho de Ética aguarde manifestação do Supremo sobre a legalidade das escutas telefônicas de conversas entre o senador e o contraventor Carlinhos Cachoeira.
Se o relatório preliminar for contra a abertura de processo disciplinar, ainda assim a reunião do dia 8 está mantida, de acordo com Humberto Costa.
– Poderá haver uma discordância dos integrantes do Conselho em relação a um eventual pedido de arquivamento e isso tem que ser deliberado – esclareceu.
Estratégia
Após a reunião, o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) mostrou-se preocupado com a celeridade dos trabalhos do Conselho de Ética, diante da “estratégia da acomodação” e a “busca de se ganhar tempo” da defesa de Demóstenes Torres. Segundo Dias, é um julgamento de natureza política e é necessário rapidez.
– Há sempre o desejo de se esvaziar o assunto diante da opinião pública. O escândalo de hoje faz esquecer o de ontem e espera o de amanhã para ser esquecido. Esta é a estratégia da defesa – opinou.


Demóstenes pede que o Conselho aguarde a manifestação do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a validade das escutas telefônicas de conversas entre ele e o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.
Além de sustentar a ilegalidade das escutas, o senador argumenta também que a representação do PSOL é inepta por se basear em matérias jornalísticas e pede ao conselho de Ética que aguarde as conclusões da comissão parlamentar mista de inquérito que vai investigar o caso.






Como o Barcelona, Real Madrid também sucumbi na Champions League e vai assistir a final pela TV


Culpar Cristiano pela eliminação do Real Madrid na semifinal da Liga dos Campeões, diante do Bayern de Munique, é injusto. Assim como dizer que trata-se de um jogador que não brilha em decisões. Para isso, basta se resumir a este próprio confronto: dos três gols marcados pelos merengues, ele fez dois e deu assistência para outro. Entretanto, ao parar em Neuer na primeira cobrança da série que terminou 3 a 1 para os alemães – após 2 a 1 a favor dos espanhóis no tempo normal – o gajo deixou passar o trem perdido por Messi na véspera e permaneceu parado na estação onde o argentino parece ter cartão VIP pelo conjunto da obra nos últimos anos. Ato final trágico para uma partida em que CR7 não poupou esforços para pegar um “atalho” que espera há três anos.




Com informações do Globoesporte.com 



Goiás quebra invencibilidade do Atlético MG e abre vantagem na Copa do Brasil
Felipe Amorim tem chance de começar o jogo domingo
Não tem o que contestar, parabéns para eles que venceram. Tem o jogo da volta, numa condição desfavorável, mas que não será um jogo tão mal jogado. Não tivemos força ofensiva, organização, e o Goiás aproveitou o contra-ataque.
A irritação de Cuca pode se refletir nas próximas partidas. Ele reclamou de preciosismo em algumas jogadas, se mostrou incomodado com a expulsão de Bernard, e sinalizou com a possibilidade de mexer na equipe.
- Hoje (quarta-feira) foi feio, ficamos devendo muito. Já foi conversado um pouco, será conversado mais. Se a gente precisar fazer mexidas, vamos fazer, porque hoje o descontentamento foi geral.
A derrota por 2 a 0 obriga o Galo a vencer a partida de volta, na próxima quinta-feira, por três gols de diferença para se classificar sem a necessidade de pênaltis. Vitória por 2 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Triunfo por dois gols de diferença com o esmeraldino marcando gols, da a vaga ao time do Centro-Oeste.

Com informações do globoesporte.com 

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Relator solicita ao STF acesso ao inquérito @Reinaldo_Cruz @Dribles_ @QB_7 @Assuntosdegoias @Cnn_br

Governador do Distrito Federal Agnelo Queirós
Os funcionários da Câmara e do Senado devem se concentrar nesta quarta-feira (18) na conferência de assinaturas para confirmar o apoio dos parlamentares para a criação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que irá investigar as relações do bicheiro Carlinhos Cachoeira com políticos, autoridades e empresários.
A verificação antecede a leitura do pedido de criação, que autoriza a formação da CPI, um contingente altissímo foi registrado para a criação da comissão no Congresso.
Em Goiás a Assembleia Legislativa também terá a sua CPI e a até a Câmara Municipal de Goiânia manifesta interesse em instalar uma CEI para investigar alguma coisa que por ventura esteja errada.
O Jornal Nacional teve acesso a mais gravações que mostram a possível influência de Carlinhos Cachoeira -- por meio do ex-vereador do PSDB Wladimir Garcez -- na nomeação de funcionários públicos para o governo de Goiás, comandado por Marconi Perillo (PSDB). O bicheiro foi preso em fevereiro pela Polícia Federal, acusado de chefiar uma quadrilha de jogos ilegais no estado.
Nesta segunda (16), Perillo esteve no Ministério da Fazenda, em Brasília. Ele evitou a imprensa e não atendeu aos pedidos de entrevista. Segundo a assessoria, o governador não teve encontro oficial com Wladimir Garcez em abril do ano passado. O governador não se pronunciou sobre as supostas nomeações. E o advogado de Garcez não foi localizado para comentar o caso.
A conversa foi gravada foi gravada pela PF em 11 de março do ano passado. Carlinhos Cachoeira fala com Garcez, considerado braço direito no esquema do bicheiro. Garcez, que está preso, diz que o governador Marconi Perillo autorizou contratações de pessoas selecionadas por Cachoeira.
 



Fonte G1/Goiás










___________|____________|______________|_____________|________| 

Carlinhos #Cachoeira já esta na Papuda em Brasília 

Senador Demóstenes Torres vai se explicar
O Departamento Penitenciário Nacional (Depen), subordinado ao Minstério da Justiça, informou nesta quarta-feira (18) que o bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, está desde as 8h30 no presídio da Papuda, em Brasília. Cachoeira foi transferido do presídio de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte.
Conforme o Depen, Cachoeira chegou a Brasília em um voo proveniente de Fortaleza e depois foi encaminhado para a Papuda em um carro da Polícia Federal. Informações iniciais davam conta de que o contraventor chegaria em Brasília por volta das 10h, mas o horário teria sido divulgado para despistar a imprensa.
Cachoeira foi preso em 29 de fevereiro pela PF na Operação Monte Carlo, acusado de comandar uma quadrilha que explorava o jogo ilegal. Ele foi transferido dias depois para Mossoró. 

 Fonte: Globonews





____________|__________|__________|__________|_______|_________ 
Venda de Rondinelly é motivo de racha no Vila Nova 
 Uma reunião em um hotel aconteceu entre o empresário, Rondinelly e o presidente do Vila Nova, Eduardo Barbosa, que nega que isto esteja ocorrenso.
Desconfiados de que o encontro seria para selar a venda da joia colorada, quatro membros do Conselho Deliberativo, entre eles o presidente da casa, Paulo Diniz, foram ao hotel onde acontecia a reunião e pressionaram o presidente Eduardo Barbosa.
O dirigente máximo do Vila Nova não negou a existência da reunião e deu sua versão para o encontro.
O presidente Eduardo Barbosa já admitiu que segurar Rondinelly no clube para a Série C do Campeonato Brasileiro é muito difícil. No entanto, uma reunião em um hotel de Goiânia na noite da última segunda-feira gerou mal estar junto ao Conselho Deliberativo. Márcio Mello esteve em Goiânia, onde também gerencia as carreiras de vários jogadores do Atlético-GO.





_______|_______________________|_____________________|_________ 
Internacional será agressivo contra Juan Aurich 
Se o gramado sintético do Estádio Elias Aguirre será um obstáculo a mais para o Inter diante do Juan Aurich, por conta da dureza do piso e da falta de hábito em atuar neste tipo de campo, o time gaúcho tenta esquecer esta barreira e pensar apenas no adversário peruano. E, de preferência, sem mudar o estilo de jogo.
Com a necessidade de vitória para não depender do Santos diante do The Strongest, o Colorado pretende atuar como se estivesse no Beira-Rio. D'Alessandro comentou sobre a maneira de trazer a classificação às oitavas de final do Peru.





________|________|_____________|__________|______|__________| 
 O Classificado Timão quer liderança contra o Táchira 
Apesar de estar classificado para as oitavas de final da Taça Libertadores, o treinador quer seriedade diante do lanterna do grupo. O alvo agora é o primeiro lugar geral entre os 32 participantes, condição que daria ao Timão o direito de decidir em casa todos os confrontos do mata-mata.
Com a vitória por 3 a 1 sobre o Nacional-PAR, semana passada, em Ciudad del Este, o Corinthians assumiu a liderança do Grupo 6, com 11 pontos, e garantiu a classificação com uma rodada de antecedência. De quebra, ainda se manteve invicto e abriu três pontos de vantagem para o segundo colocado, o Cruz Azul-MEX.




 

__________________________|||||||||||__________________________ 
Debilitado, Cachoeira teve de receber soro na Papuda 
Carlos Augusto Almeida Ramos, vulgo Cachoeira
A advogada Dora Guimarães, que trabalha na defesa de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, disse que o cliente teve de tomar soro na veia nesta quarta (18) porque estava muito enfraquecido.
Por determinação da Justiça, o bicheiro foi transferido nesta quarta pela Polícia Federal do presídio federal de segurança máxima de Mossoró (RN) para o complexo penitenciário da Papuda, em Brasília. Segundo a advogada, Cachoeira está abatido por conta da morte da mãe, na última segunda.
O Jornal Hoje informou que, na Papuda, complexo prisional do governo do Distrito Federal, o bicheiro está numa cela coletiva, em uma ala administrada pela Polícia Federal.
A advogada afirmou que, no final da tarde desta quarta, terá um encontro com Cachoeira na prisão.




Integrantes da Conselho de Ética do Senado se reuniram nesta terça-feira (17) com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski para adiantar o pedido de acesso ao inquérito contra o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). Ele é suspeito de ter ligações com o bicheiro Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, suspeito de chefiar uma quadrilha de jogo ilegal.

Conversas telefônicas interceptadas pela Polícia Federal, com autorização da Justiça, indicam que o senador teria usado o mandato para beneficiar o bicheiro. As suspeitas levaram à abertura de processo no Conselho de Ética do Senado para apurar se houve quebra de decoro parlamentar por parte do senador goiano.

Segundo relator do processo no Conselho, Humberto Costa (PT-PE),o pedido de acesso deve ser protocolado nos próximos dias. Ele e o presidente do Conselho, Antonio Valadares (PSB-SE) argumentaram que houve casos semelhantes em que ministros do STF liberaram partes do inquérito para a investigação no Senado.

Arquivo do blog

Seguidores

Pesquisar este blog