sexta-feira, 13 de abril de 2012

Cachoeira manda diretor da Delta convidar Secretários do DF p/ orgia em Goiânia @Reinaldo_Cruz @QB_7

Secretário de Agnelo agora admite encontro com homem-forte de Cachoeira - Brasil - Notícia - VEJA.com: "Rafael Barbosa, voltou atrás"
Governador Agnelo Queiroz
Depois de ter negado um encontro com o homem-forte do contraventor Carlinhos Cachoeira, o secretário de Saúde do Distrito Federal, Rafael Barbosa, voltou atrás. Nesta sexta-feira, a assessoria do secretário recuou e confirmou o jantar com a participação dele, de Cláudio Abreu, diretor da Delta Construções, e do secretário de Governo, Paulo Tadeu. O encontro ocorreu em abril do ano passado num restaurante de Brasília. Em conversa telefônica interceptada pela Polícia Federal, Abreu diz a Cachoeira que vai "amarrar os bigodes" com a dupla. O contraventor pede que o diretor da Delta convide Tadeu e Barbosa para uma orgia em Goiânia.
A assessoria de Rafael Barbosa diz que essa foi a única vez em que ele esteve com Cláudio Abreu. A equipe do secretário afirma que o assunto da reunião foi o contrato da coleta de lixo na capital federal. "Rafael disse que nada poderia fazer, já que era responsável pela área de saúde", diz a nota. O texto não explica, porém, por que Barbosa aceitou participar de um jantar com o representante de uma empresa que nem sequer mantém contrato com sua secretaria.

Fonte: Revista Veja
'via Blog this'

STF nega pedido p/ invalidar grampos de Demóstenes @Reinaldo_Cruz @Assuntosdegoias @BrasliaDF @QB_7

Senador Demóstenes Torres 
"O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski negou na tarde desta sexta-feira (13) pedido feito pela defesa do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) para anular a validade das gravações de diálogos entre o senador e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, preso desde o dia 29 de fevereiro por suspeita de comandar um esquema de jogo ilegal.
O advogado do senador, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, afirmou que ainda não decidiu se irá recorrer junto ao STF. Caso recorra, a decisão final dependerá da análise dos 11 ministros do STF.
No pedido, a defesa pede liminar para suspender o inquérito no STF e as diligências em andamento. O objetivo é impedir que as escutas sejam usadas como provas contra o parlamentar. 
O inquérito vai investigar se havia envolvimento dele com o esquema do bicheiro. 
As gravações revelaram que Demóstenes defendia interesses de Cachoeira no Congresso e junto ao governo."
'via G1

Arquivo do blog

Seguidores

Pesquisar este blog