quarta-feira, 29 de março de 2017

Será que a Lava Jato vai até o fim? Os nomes delatados precisam ser incomodados, senão a sociedade se acomoda


Evidências, provas e a palavra dos delatores, a justiça tem os elementos necessários para prender todos os corruptos deste país, mas porque não o fazem? Uma pergunda que é difícil explicar e mais ainda de entender.

domingo, 19 de março de 2017

Lula e Dilma Lotam Monteiro e BR Para! #Lula 2018

Pânico contido no Congresso que articula anistia definitiva ao caixa 2 em reação a lista de Janot – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

A elite política da capital já vive clima de contagem regressiva à espera da nova lista de parlamentares a serem investigados na Operação Lava Jato com base nas delações da Odebrecht. 

As especulações sobre o número de políticos desta vez dão conta de mais de uma centena.




A porta aberta no STF com o caso Raupp só complica o panorama: a movimentação faz voltar à tona o esforço de tentar emplacar no Congresso uma anistia do crime de caixa 2 (contribuições não contabilizadas), enquanto deputados e senadores se preocupam agora até com caixa 1. 

Nem quem recebeu recursos apenas pelas vias oficiais se sente a salvo. 
 Leia mais... Congresso articula de novo anistia a caixa 2 em reação a segunda lista de Janot | Brasil | EL PAÍS Brasil

Pânico contido no Congresso que articula anistia definitiva ao caixa 2 em reação a lista de Janot – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

A elite política da capital já vive clima de contagem regressiva à espera da nova lista de parlamentares a serem investigados na Operação Lava Jato com base nas delações da Odebrecht. 

As especulações sobre o número de políticos desta vez dão conta de mais de uma centena.




A porta aberta no STF com o caso Raupp só complica o panorama: a movimentação faz voltar à tona o esforço de tentar emplacar no Congresso uma anistia do crime de caixa 2 (contribuições não contabilizadas), enquanto deputados e senadores se preocupam agora até com caixa 1. 

Nem quem recebeu recursos apenas pelas vias oficiais se sente a salvo. 
 Leia mais... Congresso articula de novo anistia a caixa 2 em reação a segunda lista de Janot | Brasil | EL PAÍS Brasil

Pânico contido no Congresso que articula anistia definitiva ao caixa 2 em reação a lista de Janot – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

A elite política da capital já vive clima de contagem regressiva à espera da nova lista de parlamentares a serem investigados na Operação Lava Jato com base nas delações da Odebrecht. 

As especulações sobre o número de políticos desta vez dão conta de mais de uma centena.




A porta aberta no STF com o caso Raupp só complica o panorama: a movimentação faz voltar à tona o esforço de tentar emplacar no Congresso uma anistia do crime de caixa 2 (contribuições não contabilizadas), enquanto deputados e senadores se preocupam agora até com caixa 1. 

Nem quem recebeu recursos apenas pelas vias oficiais se sente a salvo. 
 Leia mais... Congresso articula de novo anistia a caixa 2 em reação a segunda lista de Janot | Brasil | EL PAÍS Brasil

sábado, 18 de março de 2017

Pânico contido no Congresso que articula anistia definitiva ao caixa 2 em reação a lista de Janot – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

A elite política da capital já vive clima de contagem regressiva à espera da nova lista de parlamentares a serem investigados na Operação Lava Jato com base nas delações da Odebrecht. 

As especulações sobre o número de políticos desta vez dão conta de mais de uma centena.




A porta aberta no STF com o caso Raupp só complica o panorama: a movimentação faz voltar à tona o esforço de tentar emplacar no Congresso uma anistia do crime de caixa 2 (contribuições não contabilizadas), enquanto deputados e senadores se preocupam agora até com caixa 1. 

Nem quem recebeu recursos apenas pelas vias oficiais se sente a salvo. 
 Leia mais... Congresso articula de novo anistia a caixa 2 em reação a segunda lista de Janot | Brasil | EL PAÍS Brasil

Pânico contido no Congresso que articula anistia definitiva ao caixa 2 em reação a lista de Janot – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

A elite política da capital já vive clima de contagem regressiva à espera da nova lista de parlamentares a serem investigados na Operação Lava Jato com base nas delações da Odebrecht. 

As especulações sobre o número de políticos desta vez dão conta de mais de uma centena.




A porta aberta no STF com o caso Raupp só complica o panorama: a movimentação faz voltar à tona o esforço de tentar emplacar no Congresso uma anistia do crime de caixa 2 (contribuições não contabilizadas), enquanto deputados e senadores se preocupam agora até com caixa 1. 

Nem quem recebeu recursos apenas pelas vias oficiais se sente a salvo. 
 Leia mais... Congresso articula de novo anistia a caixa 2 em reação a segunda lista de Janot | Brasil | EL PAÍS Brasil

Pânico contido no Congresso que articula anistia definitiva ao caixa 2 em reação a lista de Janot – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

A elite política da capital já vive clima de contagem regressiva à espera da nova lista de parlamentares a serem investigados na Operação Lava Jato com base nas delações da Odebrecht. 

As especulações sobre o número de políticos desta vez dão conta de mais de uma centena.




A porta aberta no STF com o caso Raupp só complica o panorama: a movimentação faz voltar à tona o esforço de tentar emplacar no Congresso uma anistia do crime de caixa 2 (contribuições não contabilizadas), enquanto deputados e senadores se preocupam agora até com caixa 1. 

Nem quem recebeu recursos apenas pelas vias oficiais se sente a salvo. 
 Leia mais... Congresso articula de novo anistia a caixa 2 em reação a segunda lista de Janot | Brasil | EL PAÍS Brasil

Pânico contido no Congresso que articula anistia definitiva ao caixa 2 em reação a lista de Janot – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

A elite política da capital já vive clima de contagem regressiva à espera da nova lista de parlamentares a serem investigados na Operação Lava Jato com base nas delações da Odebrecht. 

As especulações sobre o número de políticos desta vez dão conta de mais de uma centena.




A porta aberta no STF com o caso Raupp só complica o panorama: a movimentação faz voltar à tona o esforço de tentar emplacar no Congresso uma anistia do crime de caixa 2 (contribuições não contabilizadas), enquanto deputados e senadores se preocupam agora até com caixa 1. 

Nem quem recebeu recursos apenas pelas vias oficiais se sente a salvo. 
 Leia mais... Congresso articula de novo anistia a caixa 2 em reação a segunda lista de Janot | Brasil | EL PAÍS Brasil

Pânico contido no Congresso que articula anistia definitiva ao caixa 2 em reação a lista de Janot – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

A elite política da capital já vive clima de contagem regressiva à espera da nova lista de parlamentares a serem investigados na Operação Lava Jato com base nas delações da Odebrecht. 

As especulações sobre o número de políticos desta vez dão conta de mais de uma centena.




A porta aberta no STF com o caso Raupp só complica o panorama: a movimentação faz voltar à tona o esforço de tentar emplacar no Congresso uma anistia do crime de caixa 2 (contribuições não contabilizadas), enquanto deputados e senadores se preocupam agora até com caixa 1. 

Nem quem recebeu recursos apenas pelas vias oficiais se sente a salvo. 
 Leia mais... Congresso articula de novo anistia a caixa 2 em reação a segunda lista de Janot | Brasil | EL PAÍS Brasil

sexta-feira, 17 de março de 2017

O Brasil agora é sabedor que o novo Ministro da Justiça tem um “GRANDE CHEFE” revela PF | Blog do Rei


Não vai mesmo sobrar ninguém na República se a Lava Jato for mesmo até o fim, todos os políticos, isso mesmo, todos estão sujos, mal lavados e enlameados pelas propinas e a corrupção. 

Não há uma explicação aceitável para tanta ganância, a operação de hoje da Polícia Federal revelou que até carne podre era vendida ao consumidor final. 

 Não sabemos o que pensam os "Coxinhas", mas talvez esta seja a hora ideal para que façam soar as panelas. É a saúde do povo que esta sendo colocada em risco por quem perdeu de vez a vergonha, a decência e o senso de humanidade para enriquecer. 

 Osmar Serraglio (PMDB-PR), é padrinho político do ex-superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná Daniel Gonçalves Filho, preso, nesta sexta-feira (17), durante a Operação Carne Fraca, que investiga pagamento de suborno a fiscais agropecuários. 

Como deputado federal, Serraglio foi importante para a nomeação de Gonçalves Filho para o cargo. 

quarta-feira, 15 de março de 2017

9 dias depois de Temer inaugurar, Lula convida Ciro Gomes e Dilma para visitar transposição – Politica

Um grande ato está sendo preparado para receber o petista, nove dias após a inspeção feita pelo presidente Michel Temer no mesmo local. Na ocasião, Temer inaugurou o Eixo Leste da transposição e foi alvo de protestos. Do lado de fora da cerimônia, manifestantes gritaram “Fora, Temer”. 




Pré-candidato à Presidência da República, Lula escolheu uma data simbólica para visitar o local: 19 de março, dia de São José, quando os nordestinos renovam suas esperanças por chuva. 
Fonte: Em resposta a Temer, Lula convida Ciro Gomes e Dilma para visitar transposição

Lava Jato põe política em xeque! Janot pede ao STF 83 inquéritos com base na delação da Odebrecht – Politica



Rodrigo Janot, enviou 320 pedidos para o Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas delações premiadas de 78 executivos da Odebrecht. Janot também pediu a retirada de sigilo de parte das revelações feitas pelos ex-funcionários da empreiteira baiana. 

 A retirada do sigilo depende agora do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF.

 Foram enviados ao Supremo 83 pedidos de abertura de inquérito. Ficarão a cargo da PGR investigações que devem tramitar no STF e também no Superior Tribunal de Justiça (STJ) – a este último serão encaminhadas investigações envolvendo governadores de Estado



PGR pede 83 inquéritos ao STF, inclui Tucanos “intocáveis” e o fim do sigilo nas delações da Odebrecht – Politica

A Procuradoria Geral da República protocolou nesta terça-feira, 14, no Supremo tribunal Federal, 83 pedidos de inquéritos contra ministros do governo de Michel Temer e parlamentares, a partir da delação premiada dos executivos e ex-executivos da Odebrecht, a chamada nova lista de Janot.


A PGR protocolou também 211 declínios de competência para outras instâncias da Justiça, nos casos que envolvem pessoas sem prerrogativa de foro, além de 7 arquivamentos e 19 outras providências.

F
onte: Janot pede 83 inquéritos ao STF e fim do sigilo | Brasil 24/7

Janot perde o medo e decide investigar “intocáveis” da República. Sobrou até para Serra e Aécio – Politica

Ver Tucanos numa lista que pelo ensaio diz que haverá investigação, deve deixar os brasileiros mais esperançosos coma justiça do Brasil. A sensação de impunidade é perceptível quando se tem uma Justiça seletiva como a nossa em que "meliantes" se dão melhor que os mocinhos (se é que eles existem) da história.

Ainda existe um gargalo que atende pelo nome de Supremo Tribunal Federal, ou STF para os íntimos, onde ações contra quem tem foro privilegiado acabam esquecidos em alguma sala do segundo andar do Prédio que abriga o poder mais inútil da República, pelo menos no que tange impôr limites aos malandros que escolheram viver da política, quase sempre os processos que chegam ao STF prescrevem e a população não obtém a resposta sobre os atos de corrupção envolvendo agentes públicos que deveria zelar pela moral e os bons costumes da nação. Ser exemplo mesmo.  

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu para investigar os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), além dos senadores Edison Lobão (PMDB), Romero Jucá (PMDB). 

O Estado apurou também que estão na lista de pedidos de inquérito da PGR os senadores tucanos José Serra (SP) e Aécio Neves (MG). 

Como parlamentares, todos têm privilégio de foro e a decisão sobre a investigação cabe ao ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.




Os casos dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva e dos ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega devem ser remetidos à primeira instância, como os petistas perderam o foro privilegiado. 
Fonte: Janot pede investigação sobre Maia, Eunício, Serra e Aécio - Política - Estadão

quinta-feira, 9 de março de 2017

Seria João Doria? Apostando na impunidade, Aécio questiona: ‘Vamos abrir espaço para um aventureiro salvador da pátria’? – Eu Digo Sempre



Rodrigo Janot sabe que a Constituição não permite, mas para dar pérolas aos porcos, a Folha diz que ele estaria estudando a viabilidade jurídica para incluir Michel Temer como alvo destes inquéritos. 

Na lista estariam dois ministros do governo do Temer: Eliseu Padilha (Casa Civil), atualmente licenciado para tratamento médico, e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência). 

 A Folha de S. Paulo também diz que a PGR quer investigar os senadores Edison Lobão (MA) e Romero Jucá (RR), do PMDB, e José Serra (SP) e Aécio Neves (MG), do PSDB. 

Não foram mencionados pelo Procurador Geral o Senador Renan Calheiros e nenhum Deputado Federal, mas só para não perder o hábito, os nomes dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva figuram com destaque nos pedidos de Janot, assim como os ex-ministros Guido Mantega e Antonio Palocci, além do marqueteiro João Santana e governadores, ex-governadores e ex-parlamentares. 

 A Operação Lava Jato esta completando três anos, e até agora não incomodou circunstancialmente os políticos que tem foro privilégiado. 

Se os inquéritos não forem abertos logo e as punições demorem a ocorrer, o descredito do MPF e da própria Lava Jato será colocado em xeque
 
No jantar do Jornalista Ricardo Noblat o que chamou a atenção, além das confidências trocadas por Aécio e Chico Alencar, foi a sinceridade do Senador Mineiro que de forma natural escancarou o uso de caixa 2 em suas campanhas. 

O que ele parece não aceitar é que os seus atos de corrupção sejam colocados no mesmo balaio da corrupção de outros políticos, numa clara intenção de se colocar acima da lei. 

Lei esta que deveria ser para todos os mortais deste país, mas infelizmente vivemos o suficiente para ver um político corrupto, insultar a inteligência dos brasileiros e desafiar a justiça desta forma.

Aécio Neves esta se tornando um cadáver político, ao admitir, mesmo que de forma informal, que utilizou dinheiro de caixa 2, o Senador Aécio Neves dá um tapa na Justiça e na cara da sociedade, e ainda faz alguns questionamentos em que pergunta se a política brasileira vai abrir espaço para aventureiros, salvadores da pátria, alguém que não tenha lastro político consistente ou que esteja chegando agora no meio querendo ocupar espaços.
Não citou nenhum nome especificamente quando falou do "salvador", mas não é segredo para ninguém que o fato de João Doria estar se popularizando através de ações populistas e midiáticas em São Paulo parecem preocupar não só o Mineirinho, mas vários políticos que se sentem incomodados com as pretensões do Prefeito de São Paulo. 

Aécio que se declara contra a corrupção, admitiu neste jantar o uso de caixa 2 com dinheiro oriundo de fontes nada confiáveis, ao tempo que não se vê como um bandido da mesma laia dos petistas presos.


Se Janot tivesse mesmo essa vontade toda de passar o Brasil a limpo, a hora de prender aqueles que tem foro privilegiado citados em delações, é agora. A justiça é cega e no Brasil tem o agravante de ser filiada ao PSDB, ai fica difícil para qualquer cidadão imaginar que mesmo tendo nas mãos uma confissão informal de Aécio Neves, o STF vá agir contra ele. O Brasil não tem mais jeito, infelizmente para nós.

Com aliados no radar da PF, Temer tenta turbina agenda econômica para rivalizar com Lava Jato – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Após revelações feitas pelos executivos da Odebrecht e pelo amigo pessoal de Michel Temer, o Governo tenta criar uma agenda positiva na economia para tirar o Presidente do isolamento. A mídia e as redes sociais não dão espaço para outro assunto que não seja a falta de credibilidade da gestão Temer e seus apoiadores. 

Às vésperas do Congresso apreciar e votar a reforma da Previdência, é cada vez mais clara a contrariedade dos parlamentares com a proposta de Henrique Meirelles, que segundo alguns deputados se passar no Congresso a reforma pode tirar qualquer chance de reeleição em 2018 daqueles que forem favoráveis ao projeto. 

A preocupação existe, mas são poucos os que tiveram a coragem de externar essa opinião de forma clara.

Michel Temer, também citado nas delações, tem problemas enormes para contornar que vão desde o desastre na economia até as explicações necessárias ao TSE para evitar a cassação, e quem sabe até mesmo a prisão, caso deixe a Presidência, por conta das delações da Odebrecht. 

Um cenário nada confiável para os investidores estrangeiros que poderiam apostar na retomada do crescimento e a recuperação do Brasil... Só que não.


 Fonte: análise: Temer turbina agenda econômica para rivalizar com Lava Jato - 07/03/2017 - Mercado - Folha de S.Paulo

quarta-feira, 8 de março de 2017

segunda-feira, 6 de março de 2017

Às vésperas de ofensiva contra políticos com foro, Lava Jato espera manter credibilidade – Torres Gêmeas

Com 38 fases deflagradas, a Lava Jato em Curitiba entra em uma nova fase, diz o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima. 

Em quase três anos de Operação, o MPF precisa agir de forma contundente contra políticos com foro privilégiado, a sociedade clama por isso e espera que a PF e a própria Justiça deixe de ser seletiva, buscando investigar e punir apenas um lado da mesa da corrupção.


procurador-carlos-fernando-dos-santos-lima-ideologo-e-principal-negociador-das-delacoes-premiadas-da-operacao-lava-jato-no-parana-1435843212202_956x500

Já esta passando da hora da Força Tarefa mostrar suas garras para pessoas ligadas ao PSDB e outras facções tidas como de direita, o Senador Aécio Neves é campeão de citações em delações, mas os Procuradores só tem convicção de que Lula é o criminoso maior da nação. 

Rever conceitos e mostrar que a Lei deste país é realmente para todos será o grande desafio da Operação Lava Jato, do Juiz Sérgio Moro e do MPF, sob pena de cair no mais completo descrédito junto à população que pediu o fim da corrupção e só viu aumentar as revelações nada republicanas de quem parece não temer nenhum tipo de punição, ou em alguns casos, como de Aécio Neves, sequer uma abertura de inquérito para apurar irregularidades propagadas por fatos e delações divulgadas aos quatro ventos.


 Fonte: Força-tarefa vê nova ofensiva contra a Lava Jato | EXAME.com - Negócios, economia, tecnologia e carreira

Será, Moro comprometido com Michel Temer?


Será, Moro comprometido com Michel Temer?

 Assista ao vídeo onde o deputado Paulo Pimenta fala sobre a relação de Temer com Yunes e todo o esquema de corrupção protagonizado pela cúpula do PMDB. 

O parlamentar ainda comenta sobre as perguntas que Cunha fez para Temer vetadas pelo juiz Moro e questiona, “qual o interesse de Sérgio Moro em proteger Michel Temer?”

domingo, 5 de março de 2017

sexta-feira, 3 de março de 2017

YUNES ENTREGA TEMER E COMPLICA SÉRGIO MORO


YUNES ENTREGA TEMER E COMPLICA SÉRGIO MORO

Condenados que não dão mais Ibope: Delúbio, Ronan e Quadrado pegam 5 anos de prisão na Lava jato – Legisladores do Brasil

legisladores-fw1
Petistas ou pessoas ligadas ao PT são acusados e julgados rapidamente, enquanto as suspeitas envolvendo políticos do PSDB e do PMDB seguem sem ao menos ter uma apuração decente. 

Os três são acusados de lavagem de R$ 6 milhões de um empréstimo fraudulento feito junto ao Banco Schahin em favor do PT e foram condenados pelo Juiz Sérgio Moro. 

 O magistrado condenou o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o empresário Ronan Maria Pinto, de Santo André (SP), e o empresário Enivaldo Quadrado a cinco anos de prisão por lavagem de dinheiro.

Foram absolvidos Oswaldo Rodrigues Vieira Filho, Marcos Valério Fernandes de Souza, Sandro Tordin e Breno Altman "da imputação de crime de lavagem de dinheiro por falta de prova suficiente para a condenação".

Ronan é dono do jornal Diário do Grande ABC. A Polícia Federal suspeita que ele comprou a empresa com R$ 6 milhões que teria recebido via José Carlos Bumlai, pecuarista amigo do ex-presidente Lula que foi preso na Lava Jato, em 24 de novembro de 2015. 

Te prepara Aécio, Rodrigo Janot afirma que não vai engavetar nada enquanto for PGR





É a próxima atração dos políticos que querem pizza quente, trocar o Procurador Geral da República por aqlguém que vá se sujeitar as vontades de políticos sem escrúpulos. Rodrigo Janot não fez muita coisa até agora, só o óbvio, aquilo que já era de conhecimento geral da nação e que não tinha como ele engavetar.

Um exemplo, ou vários exemplos, neste sentido esta no fato de políticos do PSDB ou ligados ao partidos não serem incomodados com as ações midiáticas da Polícia Federal, em que pese as suspeitas, denúncias e citações em delações, os Aécios, Agripinos e Sarneys da vida já deveriam estar esquentando uma cela na Papuda ou em Curitiba há muito tempo, mas sequer são investigados com a mesma gana com que os paladinos da Justiça no Brasil partem para cima de Lula ou qualquer pessoa que tenha ligações com o PT.

O mandato de Janot vai terminar e Michel Temer deve estar torcendo para que seu mandato se arraste até o final, assim ele terá a prerrogativa de indicar o novo PGR e com isso colocar alguém que é responsável direto por pedir investigações contra políticos com foro privilégiado nas muitas operações da PF que estão em curso e devem se arrastar até o fim de 2018... Quem viver verá! 

Em depoimento Marcelo Odebrecht confirma caixa 2 de R$ 150 milhões à chapa de Dilma/ Temer – Politica



Quantas vezes já ouvimos que a casa caiu de vez para Lula e Dilma? Muitas, até mesmo neste processo que envolve a cassação da chapa Dilma/ Temer em que Marcelo Odebrecht teria doado R$ 150 Milhões via caixa 2, esta informação vazou para imprensa, pois o depoimento do empreiteiro corre em segredo de Justiça, assim como ocorre na Lava jato.

A leitura correta é que a casa esta caindo para muito mais gente, principalmente para Michel Temer, o único que esta desfrutando das benesses do poder máximo no momento, Lula que ventila ser candidato em 2018 poderia ter suas pretensões limadas pela novidade, mas nem isso abala o prestígio do ex-presidente, que só não será candidato se for mesmo preso, e só não ganha a condição de favorito se não não estiver na disputa.

Os fatos que ganharam destaque ontem e são manchetes nos principais jornais do país dizem respeito a um outro golpe promovido pelo derrotado mor da nação, o PSDB de Aécio Neves, que não se conforma até hoje de ter perdido a eleição de 14. Os Tucanos, em especial Aécio, gastam mais energia tentando derrubar governos do que apresentar soluções para o Brasil em crise no curto e médio prazo.

Aécio Neves também se vê as voltas com a Justiça, tal qual o ex-presidente Lula, o mineirinho também é "suspeito" de muita coisa, é pouco ou quase nunca é investigado, é verdade, mas ainda assim o Senador neto de Tancredo Neves é citado em tantas operações em curso no Brasil que a delação da Odebrecht não derruba apenas a casa de Lula e Dilma, como alguns veículos de imprensa noticiaram em letras garrafais, o desmoronamento oriundo das delações da Odebrecht arrasam o paraíso de muito mais gente, inclusive Michel Temer e o mau perdedor, Aécio Neves. 
Odebrecht diz que doou R$ 150 milhões à campanha de Dilmaaecio-neves

quinta-feira, 2 de março de 2017

Depoimento vaza e diz que Aécio pediu R$ 15 milhões



Quantas vezes já ouvimos que a casa caiu de vez para Lula e Dilma? Muitas, até mesmo neste processo que envolve a cassação da chapa Dilma/ Temer em que Marcelo Odebrecht teria doado R$ 150 Milhões via caixa 2, esta informação vazou para imprensa, pois o depoimento do empreiteiro corre em segredo de Justiça, assim como ocorre na Lava jato.

A leitura correta é que a casa esta caindo para muito mais gente, principalmente para Michel Temer, o único que esta desfrutando das benesses do poder máximo no momento, Lula que ventila ser candidato em 2018 poderia ter suas pretensões limadas pela novidade, mas nem isso abala o prestígio do ex-presidente, que só não será candidato se for mesmo preso, e só não ganha a condição de favorito se não não estiver na disputa.

Os fatos que ganharam destaque ontem e são manchetes nos principais jornais do país dizem respeito a um outro golpe promovido pelo derrotado mor da nação, o PSDB de Aécio Neves, que não se conforma até hoje de ter perdido a eleição de 14. Os Tucanos, em especial Aécio, gastam mais energia tentando derrubar governos do que apresentar soluções para o Brasil em crise no curto e médio prazo.

Aécio Neves também se vê as voltas com a Justiça, tal qual o ex-presidente Lula, o mineirinho também é "suspeito" de muita coisa, é pouco ou quase nunca é investigado, é verdade, mas ainda assim o Senador neto de Tancredo Neves é citado em tantas operações em curso no Brasil que a delação da Odebrecht não derruba apenas a casa de Lula e Dilma, como alguns veículos de imprensa noticiaram em letras garrafais, o desmoronamento oriundo das delações da Odebrecht arrasam o paraíso de muito mais gente, inclusive Michel Temer e o mau perdedor, Aécio Neves.

Atrasando o processo? TSE chama delatores da Odebrecht para depor em ação da chapa Dilma/Temer – Eu Digo Sempre

Os nomes dos dois foram citados no depoimento de cerca de 4 horas do ex-presidente da Odebrecht e delator Marcelo Odebrecht nesta quarta-feira
size_960_16_9_303965634_1-5151

Quantas vezes já ouvimos que a casa caiu de vez para Lula e Dilma? Muitas, até mesmo neste processo que envolve a cassação da chapa Dilma/ Temer em que Marcelo Odebrecht teria doado R$ 150 Milhões via caixa 2, esta informação vazou para imprensa, pois o depoimento do empreiteiro corre em segredo de Justiça, assim como ocorre na Lava jato. 

 A leitura correta é que a casa esta caindo para muito mais gente, principalmente para Michel Temer, o único que esta desfrutando das benesses do poder máximo no momento, Lula que ventila ser candidato em 2018 poderia ter suas pretensões limadas pela novidade, mas nem isso abala o prestígio do ex-presidente, que só não será candidato se for mesmo preso, e só não ganha a condição de favorito se não não estiver na disputa.

Os fatos que ganharam destaque ontem e são manchetes nos principais jornais do país dizem respeito a um outro golpe promovido pelo derrotado mor da nação, o PSDB de Aécio Neves, que não se conforma até hoje de ter perdido a eleição de 14. Os Tucanos, em especial Aécio, gastam mais energia tentando derrubar governos do que apresentar soluções para o Brasil em crise no curto e médio prazo. 

 Aécio Neves também se vê as voltas com a Justiça, tal qual o ex-presidente Lula, o mineirinho também é "suspeito" de muita coisa, é pouco ou quase nunca é investigado, é verdade, mas ainda assim o Senador neto de Tancredo Neves é citado em tantas operações em curso no Brasil que a delação da Odebrecht não derruba apenas a casa de Lula e Dilma, como alguns veículos de imprensa noticiaram em letras garrafais, o desmoronamento oriundo das delações da Odebrecht arrasam o paraíso de muito mais gente, inclusive Michel Temer e o mau perdedor, Aécio Neves. 


 Leia mais... TSE chama operadores da Odebrecht para depor em ação da chapa Dilma/Temer | Política: Diario de Pernambuco

A CASA CAIU! Delatados, Dilma e Lula são delatados por Odebrecht

Arquivo do blog

Seguidores

Pesquisar este blog