Pesquisar este blog

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Esperto Sérgio Cabral diante de Sérgio Moro tenta levar tudo para esfera do caixa 2 com penas mais brandas


Não bastando isso, o Senado aprova projeto que atualiza lei de abuso de autoridade.
BRASÍLIA - Com respaldo das principais lideranças da base aliada e da oposição, o plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira, 26, o projeto que atualiza os crimes de autoridade. O placar foi de 54 a favor e 19 contra. A proposta segue para discussão na Câmara.

As negociações para votar a proposta na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) e no mesmo dia no plenário foram feitas durante a madrugada desta quarta, na residência oficial do Senado e contou com a participação de representantes dos principais partidos da Casa.
No encontro, também ficou acertada a votação, nesta quarta-feira, do primeiro turno da proposta de emenda à Constituição que estabelece o fim do foro privilegiado.
Nas discussões no plenário, o relator da proposta de abuso de autoridade, senador Roberto Requião (PMDB-PR), rejeitou todas as emendas apresentadas. Com isso, o texto que irá para discussão dos deputados foi o aprovado no início da tarde pela CCJ.
“O que estamos acabando é com uma visão corporativa de instituições que se consideram melhores que as outras...não podemos ter instituições que interpretem as próprias as leis”, ressaltou Requião ao defender a aprovação do relatório.
Da tribuna, a maioria dos senadores de partidos da oposição e da base aliada ressaltaram os entendimentos realizados nos últimos dias em torno da proposta e os “avanços” na legislação.
“Temos que fazer uma escolha neste momento do País. A lei que nós temos de abuso de autoridade foi feita em 9 de dezembro de 1965. A lei que nós temos é para permitir o abuso de autoridade. Foi feita na ditadura miliar. Se nós não votarmos nada hoje estamos sendo coniventes. Acho que temos que votar. O Senado começou a assumir algum protagonismo na manhã de hoje e suprapartidariamente”, afirmou o senador Jorge Viana (PT-AC).
Ao dar apoio ao projeto, o presidente do DEM, Agripino Maia (RN) também ressaltou a autonomia do Congresso Nacional. “As autoridades vão ter que se adequar a um texto moderno, que passou por muitas etapas, mas que é fundamentável uma vitória do entendimento politico e da autonomia do Congresso Nacional”, afirmou Maia.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Delação da Odebrecht - O esquema de Marconi Perillo

Delator da Odebrecht Fernando Reis fala sobre reuniões com o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo, para acertar contribuições de campanha

domingo, 23 de abril de 2017

Cada vez mais enrolado na Lava Jato, Temer diz que Caixa 2 generalizado é ‘opinião’ da Odebrecht – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Cada vez mais dentro dos ilícitos da Odebrecht, inclusive com apresentação de documentos, o presidente da República, Michel Temer, disse em entrevista à agência EFE que um suposto uso universal da prática conhecida como caixa 2 nas eleições brasileiras é “uma opinião” da empreiteira Odebrecht. O ex-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, afirmou em depoimento à Polícia Federal que não existe, no Brasil, nenhum político eleito para cargo público sem o uso dessa prática. 

“Acho que é uma opinião. A Odebrecht é que acha que todos os políticos se serviram do caixa 2. Aliás, ao assim se manifestarem, dizem que eles são os produtores do caixa 2. Eu conheço muitos políticos que não se serviam do caixa 2 para se eleger. Eu fui presidente de um partido [PMDB], o maior partido do país durante 15 anos, e as contribuições chegavam oficialmente pelo partido”.

Temer descartou ainda que a delação da Odebrecht vá atrapalhar a aprovação das reformas trabalhista e da Previdência no Congresso Nacional. 

Após a delação, foi pedida a abertura de inquéritos para investigar ministros do seu governo, além de deputados e senadores da oposição e da base aliada.

“Quando um delator fala, há o início de um processo que nem ainda é um processo judicial. Muitas vezes é um inquérito de natureza administrativa. Depois pode dar-se a hipótese do inquérito judicial, e depois é que o Ministério Público vai verificar se denuncia ou não. E o Judiciário vai dizer se recebe ou não a denúncia”, enumerou Temer, que reafirmou ter estabelecido uma “linha de corte”. “Quando alguém é denunciado pelo Ministério Público eu afasto provisoriamente o ministro. Se depois a denúncia for aceita [pelo Judiciário] eu afasto definitivamente”, acrescentou.
 

Cada vez mais enrolado na Lava Jato, Temer diz que Caixa 2 generalizado é ‘opinião’ da Odebrecht – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Cada vez mais dentro dos ilícitos da Odebrecht, inclusive com apresentação de documentos, o presidente da República, Michel Temer, disse em entrevista à agência EFE que um suposto uso universal da prática conhecida como caixa 2 nas eleições brasileiras é “uma opinião” da empreiteira Odebrecht. O ex-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, afirmou em depoimento à Polícia Federal que não existe, no Brasil, nenhum político eleito para cargo público sem o uso dessa prática. 

“Acho que é uma opinião. A Odebrecht é que acha que todos os políticos se serviram do caixa 2. Aliás, ao assim se manifestarem, dizem que eles são os produtores do caixa 2. Eu conheço muitos políticos que não se serviam do caixa 2 para se eleger. Eu fui presidente de um partido [PMDB], o maior partido do país durante 15 anos, e as contribuições chegavam oficialmente pelo partido”.

Temer descartou ainda que a delação da Odebrecht vá atrapalhar a aprovação das reformas trabalhista e da Previdência no Congresso Nacional. 

Após a delação, foi pedida a abertura de inquéritos para investigar ministros do seu governo, além de deputados e senadores da oposição e da base aliada.

“Quando um delator fala, há o início de um processo que nem ainda é um processo judicial. Muitas vezes é um inquérito de natureza administrativa. Depois pode dar-se a hipótese do inquérito judicial, e depois é que o Ministério Público vai verificar se denuncia ou não. E o Judiciário vai dizer se recebe ou não a denúncia”, enumerou Temer, que reafirmou ter estabelecido uma “linha de corte”. “Quando alguém é denunciado pelo Ministério Público eu afasto provisoriamente o ministro. Se depois a denúncia for aceita [pelo Judiciário] eu afasto definitivamente”, acrescentou.
 

Delação da Odebrecht - O esquema de Marconi Perillo

Delator da Odebrecht Fernando Reis fala sobre reuniões com o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo, para acertar contribuições de campanha

sábado, 22 de abril de 2017

Delação da Odebrecht - O esquema de Marconi Perillo

Delator da Odebrecht Fernando Reis fala sobre reuniões com o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo, para acertar contribuições de campanha

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Desenvoltos como numa roda de amigos, Emílio e Marcelo detalham a corrupção da Odebrecht – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Tanto pai quanto o filho não parecem preocupados com a gravidade das revelações que fizeram a justiça. Marcelo Odebrecht esta preso a dois anos, por tudo o que fez não deveria sair de lá nunca mais, mas no que depender do instituto da delação premiada, ele só vai perder uns poucos anos de sua vida no xadrez, um dia ele vai rir muito de tudo isso e contar aos seus herdeiros a desgraça que a corrupção propiciada por ele fez ao Brasil.

O pai, Emílio Odebrecht conta ao promotor as atrocidades que cometeu contra a humanidade de uma forma tão espontânea que chegou a incomodar até o membro do Ministério Público que o estava entrevistando na colaboração premiada. Em determinado momento, chega parecer que Emílio esta contando vantagem por ter comprado todo mundo em todas as esferas de poder.

O Brasil esta estarrecido com todas as revelações que os vídeos liberados por Fachin trazem, e numa semana em que os católicos celebram a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo os mais otimistas rezam para que o país consiga sobreviver ou renascer depois de tomar conhecimento do seu próprio calvário

Leia mais e veja os vídeos das delações... Odebrecht detalha como funcionava esquema de propina; veja vídeos | Agência Brasil - Últimas notícias do Brasil e do mundo

Delação da Odebrecht - O esquema de Marconi Perillo

Delator da Odebrecht Fernando Reis fala sobre reuniões com o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo, para acertar contribuições de campanha

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Desenvoltos como numa roda de amigos, Emílio e Marcelo detalham a corrupção da Odebrecht – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Tanto pai quanto o filho não parecem preocupados com a gravidade das revelações que fizeram a justiça. Marcelo Odebrecht esta preso a dois anos, por tudo o que fez não deveria sair de lá nunca mais, mas no que depender do instituto da delação premiada, ele só vai perder uns poucos anos de sua vida no xadrez, um dia ele vai rir muito de tudo isso e contar aos seus herdeiros a desgraça que a corrupção propiciada por ele fez ao Brasil.

O pai, Emílio Odebrecht conta ao promotor as atrocidades que cometeu contra a humanidade de uma forma tão espontânea que chegou a incomodar até o membro do Ministério Público que o estava entrevistando na colaboração premiada. Em determinado momento, chega parecer que Emílio esta contando vantagem por ter comprado todo mundo em todas as esferas de poder.

O Brasil esta estarrecido com todas as revelações que os vídeos liberados por Fachin trazem, e numa semana em que os católicos celebram a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo os mais otimistas rezam para que o país consiga sobreviver ou renascer depois de tomar conhecimento do seu próprio calvário

Leia mais e veja os vídeos das delações... Odebrecht detalha como funcionava esquema de propina; veja vídeos | Agência Brasil - Últimas notícias do Brasil e do mundo

O quê o Juiz Sérgio Moro quer ouvir em depoimentos de Palocci e do ex-presidente da OAS | Tribuna do Rei

Para muitos especialistas, categoria que mais tem no Brasil de hoje, o depoimento de Antônio Palocci pode ser a pá de cal na liberdade de Lula. O ex-ministro era um dos pilares ao lado de José Dirceu que davam sustentação ao poder de Lula.
 



Os muitos "rolos" que são imputados aos membros dos Governos petistas tem como finalidade encontrar alguma ligação escusa que possa se voltar contra o ex-presidente mais popular da história da América Latina, os depoimentos de João Santana e Mônica Moura deram tempero as acusações contra Lula, mas não conseguiu tirar o Pica Pau do oco, pelo menos nas paginas dos jornais que optaram por dar mais enfase aos acontecimentos em torno do Sítio de Atibaia, do que esmiuçar aquilo que teriam dito de mais bombástico os marqueteiros. 

Agora é a hora e a vez de Palocci dizer alguma coisa ao Juiz Sérgio Moro, assim como a maioria que esteve frente à frente com o magistrado na República de Curitiba espera se que o ex-ministro diga algo que incrimine de fato Lula ou Dilma, pois o que Moro ouviu até aqui só reforçou as convicções, suas e do MPF, de que Lula é um bandido, dono de tudo, e que deveria estar preso a muito tempo... 

Só convicção e ilações não são suficientes para que a Justiça Federal de qualquer instância ponha Lula atrás das grades... É a lei. 

O quê o Juiz Sérgio Moro quer ouvir em depoimentos de Palocci e do ex-presidente da OAS | Tribuna do Rei

Para muitos especialistas, categoria que mais tem no Brasil de hoje, o depoimento de Antônio Palocci pode ser a pá de cal na liberdade de Lula. O ex-ministro era um dos pilares ao lado de José Dirceu que davam sustentação ao poder de Lula.
 



Os muitos "rolos" que são imputados aos membros dos Governos petistas tem como finalidade encontrar alguma ligação escusa que possa se voltar contra o ex-presidente mais popular da história da América Latina, os depoimentos de João Santana e Mônica Moura deram tempero as acusações contra Lula, mas não conseguiu tirar o Pica Pau do oco, pelo menos nas paginas dos jornais que optaram por dar mais enfase aos acontecimentos em torno do Sítio de Atibaia, do que esmiuçar aquilo que teriam dito de mais bombástico os marqueteiros. 

Agora é a hora e a vez de Palocci dizer alguma coisa ao Juiz Sérgio Moro, assim como a maioria que esteve frente à frente com o magistrado na República de Curitiba espera se que o ex-ministro diga algo que incrimine de fato Lula ou Dilma, pois o que Moro ouviu até aqui só reforçou as convicções, suas e do MPF, de que Lula é um bandido, dono de tudo, e que deveria estar preso a muito tempo... 

Só convicção e ilações não são suficientes para que a Justiça Federal de qualquer instância ponha Lula atrás das grades... É a lei. 

O quê o Juiz Sérgio Moro quer ouvir em depoimentos de Palocci e do ex-presidente da OAS | Tribuna do Rei

Para muitos especialistas, categoria que mais tem no Brasil de hoje, o depoimento de Antônio Palocci pode ser a pá de cal na liberdade de Lula. O ex-ministro era um dos pilares ao lado de José Dirceu que davam sustentação ao poder de Lula.
 



Os muitos "rolos" que são imputados aos membros dos Governos petistas tem como finalidade encontrar alguma ligação escusa que possa se voltar contra o ex-presidente mais popular da história da América Latina, os depoimentos de João Santana e Mônica Moura deram tempero as acusações contra Lula, mas não conseguiu tirar o Pica Pau do oco, pelo menos nas paginas dos jornais que optaram por dar mais enfase aos acontecimentos em torno do Sítio de Atibaia, do que esmiuçar aquilo que teriam dito de mais bombástico os marqueteiros. 

Agora é a hora e a vez de Palocci dizer alguma coisa ao Juiz Sérgio Moro, assim como a maioria que esteve frente à frente com o magistrado na República de Curitiba espera se que o ex-ministro diga algo que incrimine de fato Lula ou Dilma, pois o que Moro ouviu até aqui só reforçou as convicções, suas e do MPF, de que Lula é um bandido, dono de tudo, e que deveria estar preso a muito tempo... 

Só convicção e ilações não são suficientes para que a Justiça Federal de qualquer instância ponha Lula atrás das grades... É a lei. 

Marconi Perillo e mais 6 goianos são citados na LAVA JATO e cenário para 18 fica imprevisível – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Se não fosse o bastante o desgaste do Governador de Goiás por fazer uma gestão calcada na incompetência para gerir a infraestrutura do estado, um dado novo foi acrescentado para deixar ainda mais imprevisível a disputa pelo Palácio das Esmeraldas em 2018, sim porque a simples citação aos nomes de Marconi Perillo, Iris Rezende, Maguito e Daniel Vilela é combustível para embaralhar ainda mais o jogo político por aqui.

Até onde consta Iris Rezende do alto dos seus mais de 80 anos não será mais candidato, mas ainda é um nome influente na política de Goiás, mas Maguito, Daniel e Marconi ainda tem lenha para queimar em relação a cargos eletivos, sendo que uma investigação na magnitude que é feita pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato pode destruir qualquer pretensão dos mesmos em relação a 2018. Cortejados por vários partidos até outro dia, o clã dos Vilela deve sofrer rejeição à partir de agora, uma vez que o nome de Daniel vai sofrer uma perda natural de credibilidade por estar envolvido supostamente com ilícitos praticados pela Empreiteira Odebrecht.

Com Marconi Perillo o fato complica ainda mais a situação da base governista, o Tucano chefe na política de Goiás já tinha declarado apoio a José Eliton e Wilder Morais como candidatos na chapa majoritária, dois políticos que são Cristãos novos quando assunto é disputa eleitoral, tanto Wilder, quanto Eliton jamais foram testados em urna, não tem garantia de que vão puxar os votos necessários e a aposta do PSDB é que Marconi Perillo faça a diferença no pleito de 2018, mesmo tendo uma rejeição alta. A lista de Fachin pode perder força até o pleito do ano que vem, ao mesmo tempo em que os "suspeitos" podem não dormir tranquilos se tiverem alguma culpa no cartório, uma vez que a Polícia Federal pode amanhecer na cabeceira da cama de qualquer um deles à partir de agora que a lista vazou.

As tais provas cabais contra Lula custam à aparecer, todos os dias alguém diz que o depoimento de fulano, ciclano ou beltrano podem complicar a vida do ex-presidente do Brasil. Lula não foi para cadeia ainda porque o Juiz Sérgio Moro só tem contra ele indícios de que ele tenha cometido algum crime, assim como o Ministério Público Federal em seu Power Point só tem convicção de ele seja o chefe máximo do esquema criminoso, o que coloca para os brasileiros a palavra dos delatores contra a do ex torneiro mecânico que virou Presidente do Brasil.
A Odebrecht diz que deu o dinheiro a Lula em mãos, e em espécie, o que nos remete ao fato de que o dinheiro não tem rasto, cabendo a Marcelo Odebrecht provar que o dinheiro foi mesmo entregue a Lula por meio de um emissário. muitos de nós brasileiros, em algum momento, sendo admirador ou não de Lula já vislumbrou sua prisão, mas é pouco provável que ele seja preso antes de Aécio Neves, José Serra, Marconi Perillo ou Geraldo Alkimin, sim, porque os Tucanos sem a blindagem da mídia se mostram tão enrolados quanto os petistas deste país.

O vazamento da lista de Fachim era pra ser o assunto principal desta "semana santa", mas a mídia resolveu repercutir o depoimento, também "vazado" sem imagens ou áudio, de Marcelo Odebrecht, onde ele diz que deu dinheiro a Lula, o Jornal Nacional perdeu mais de hora do seu precioso tempo para expor a lista e as desculpas dos investigados, deixando claro que só aqueles que são considerados "corruptos importantes" seria apresentados naquele primeiro momento.



O Governo "Golpista ou Ilegítimo" de Michel Temer não escapou ileso desta "Terça Feira Santa", seu calvário ficou evidente tendo na lista de Fachin 9 Ministros de Estado, o que tira por completo a credibilidade da gestão, formada em sua maioria por suspeitos de saquear o país em algum momento da história. Assim como aconteceu com petista num tempo recente, PMDB e PSDB são a bola da vez nas investigações no Supremo Tribunal Federal.
 

Delação da Odebrecht - O esquema de Marconi Perillo

Delator da Odebrecht Fernando Reis fala sobre reuniões com o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo, para acertar contribuições de campanha

Brasil da corrupção: Clubes de futebol representavam partidos nas planilhas de propina da Odebrecht – Setor Pedro Ludovico





A desmoralização das instituições no Brasil chega ao esporte. A corrupção que devasta a política brasileira espalha a lama também pelos clubes de futebol, sim, porque ter seu nome associado a um partido político envolvido em negócios escusos é o mesmo que depreciar a marca e os valores imateriais de clubes tradicionais do Brasil. 
 Fonte: Cada partido era um clube de futebol nas planilhas de propina da Odebrecht - Superesportes

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Desenvoltos como numa roda de amigos, Emílio e Marcelo detalham a corrupção da Odebrecht – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Tanto pai quanto o filho não parecem preocupados com a gravidade das revelações que fizeram a justiça. Marcelo Odebrecht esta preso a dois anos, por tudo o que fez não deveria sair de lá nunca mais, mas no que depender do instituto da delação premiada, ele só vai perder uns poucos anos de sua vida no xadrez, um dia ele vai rir muito de tudo isso e contar aos seus herdeiros a desgraça que a corrupção propiciada por ele fez ao Brasil.

O pai, Emílio Odebrecht conta ao promotor as atrocidades que cometeu contra a humanidade de uma forma tão espontânea que chegou a incomodar até o membro do Ministério Público que o estava entrevistando na colaboração premiada. Em determinado momento, chega parecer que Emílio esta contando vantagem por ter comprado todo mundo em todas as esferas de poder.

O Brasil esta estarrecido com todas as revelações que os vídeos liberados por Fachin trazem, e numa semana em que os católicos celebram a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo os mais otimistas rezam para que o país consiga sobreviver ou renascer depois de tomar conhecimento do seu próprio calvário

Leia mais e veja os vídeos das delações... Odebrecht detalha como funcionava esquema de propina; veja vídeos | Agência Brasil - Últimas notícias do Brasil e do mundo

Marconi Perillo e mais 6 goianos são citados na LAVA JATO e cenário para 18 fica imprevisível – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Se não fosse o bastante o desgaste do Governador de Goiás por fazer uma gestão calcada na incompetência para gerir a infraestrutura do estado, um dado novo foi acrescentado para deixar ainda mais imprevisível a disputa pelo Palácio das Esmeraldas em 2018, sim porque a simples citação aos nomes de Marconi Perillo, Iris Rezende, Maguito e Daniel Vilela é combustível para embaralhar ainda mais o jogo político por aqui.

Até onde consta Iris Rezende do alto dos seus mais de 80 anos não será mais candidato, mas ainda é um nome influente na política de Goiás, mas Maguito, Daniel e Marconi ainda tem lenha para queimar em relação a cargos eletivos, sendo que uma investigação na magnitude que é feita pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato pode destruir qualquer pretensão dos mesmos em relação a 2018. Cortejados por vários partidos até outro dia, o clã dos Vilela deve sofrer rejeição à partir de agora, uma vez que o nome de Daniel vai sofrer uma perda natural de credibilidade por estar envolvido supostamente com ilícitos praticados pela Empreiteira Odebrecht.

Com Marconi Perillo o fato complica ainda mais a situação da base governista, o Tucano chefe na política de Goiás já tinha declarado apoio a José Eliton e Wilder Morais como candidatos na chapa majoritária, dois políticos que são Cristãos novos quando assunto é disputa eleitoral, tanto Wilder, quanto Eliton jamais foram testados em urna, não tem garantia de que vão puxar os votos necessários e a aposta do PSDB é que Marconi Perillo faça a diferença no pleito de 2018, mesmo tendo uma rejeição alta. A lista de Fachin pode perder força até o pleito do ano que vem, ao mesmo tempo em que os "suspeitos" podem não dormir tranquilos se tiverem alguma culpa no cartório, uma vez que a Polícia Federal pode amanhecer na cabeceira da cama de qualquer um deles à partir de agora que a lista vazou.

As tais provas cabais contra Lula custam à aparecer, todos os dias alguém diz que o depoimento de fulano, ciclano ou beltrano podem complicar a vida do ex-presidente do Brasil. Lula não foi para cadeia ainda porque o Juiz Sérgio Moro só tem contra ele indícios de que ele tenha cometido algum crime, assim como o Ministério Público Federal em seu Power Point só tem convicção de ele seja o chefe máximo do esquema criminoso, o que coloca para os brasileiros a palavra dos delatores contra a do ex torneiro mecânico que virou Presidente do Brasil.
A Odebrecht diz que deu o dinheiro a Lula em mãos, e em espécie, o que nos remete ao fato de que o dinheiro não tem rasto, cabendo a Marcelo Odebrecht provar que o dinheiro foi mesmo entregue a Lula por meio de um emissário. muitos de nós brasileiros, em algum momento, sendo admirador ou não de Lula já vislumbrou sua prisão, mas é pouco provável que ele seja preso antes de Aécio Neves, José Serra, Marconi Perillo ou Geraldo Alkimin, sim, porque os Tucanos sem a blindagem da mídia se mostram tão enrolados quanto os petistas deste país.

O vazamento da lista de Fachim era pra ser o assunto principal desta "semana santa", mas a mídia resolveu repercutir o depoimento, também "vazado" sem imagens ou áudio, de Marcelo Odebrecht, onde ele diz que deu dinheiro a Lula, o Jornal Nacional perdeu mais de hora do seu precioso tempo para expor a lista e as desculpas dos investigados, deixando claro que só aqueles que são considerados "corruptos importantes" seria apresentados naquele primeiro momento.



O Governo "Golpista ou Ilegítimo" de Michel Temer não escapou ileso desta "Terça Feira Santa", seu calvário ficou evidente tendo na lista de Fachin 9 Ministros de Estado, o que tira por completo a credibilidade da gestão, formada em sua maioria por suspeitos de saquear o país em algum momento da história. Assim como aconteceu com petista num tempo recente, PMDB e PSDB são a bola da vez nas investigações no Supremo Tribunal Federal.
 

Delação da Odebrecht - O esquema de Marconi Perillo

Delator da Odebrecht Fernando Reis fala sobre reuniões com o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo, para acertar contribuições de campanha

Brasil da corrupção: Clubes de futebol representavam partidos nas planilhas de propina da Odebrecht – Setor Pedro Ludovico





A desmoralização das instituições no Brasil chega ao esporte. A corrupção que devasta a política brasileira espalha a lama também pelos clubes de futebol, sim, porque ter seu nome associado a um partido político envolvido em negócios escusos é o mesmo que depreciar a marca e os valores imateriais de clubes tradicionais do Brasil. 
 Fonte: Cada partido era um clube de futebol nas planilhas de propina da Odebrecht - Superesportes

terça-feira, 18 de abril de 2017

Desenvoltos como numa roda de amigos, Emílio e Marcelo detalham a corrupção da Odebrecht – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Tanto pai quanto o filho não parecem preocupados com a gravidade das revelações que fizeram a justiça. Marcelo Odebrecht esta preso a dois anos, por tudo o que fez não deveria sair de lá nunca mais, mas no que depender do instituto da delação premiada, ele só vai perder uns poucos anos de sua vida no xadrez, um dia ele vai rir muito de tudo isso e contar aos seus herdeiros a desgraça que a corrupção propiciada por ele fez ao Brasil.

O pai, Emílio Odebrecht conta ao promotor as atrocidades que cometeu contra a humanidade de uma forma tão espontânea que chegou a incomodar até o membro do Ministério Público que o estava entrevistando na colaboração premiada. Em determinado momento, chega parecer que Emílio esta contando vantagem por ter comprado todo mundo em todas as esferas de poder.

O Brasil esta estarrecido com todas as revelações que os vídeos liberados por Fachin trazem, e numa semana em que os católicos celebram a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo os mais otimistas rezam para que o país consiga sobreviver ou renascer depois de tomar conhecimento do seu próprio calvário

Leia mais e veja os vídeos das delações... Odebrecht detalha como funcionava esquema de propina; veja vídeos | Agência Brasil - Últimas notícias do Brasil e do mundo

Marconi Perillo e mais 6 goianos são citados na LAVA JATO e cenário para 18 fica imprevisível – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Se não fosse o bastante o desgaste do Governador de Goiás por fazer uma gestão calcada na incompetência para gerir a infraestrutura do estado, um dado novo foi acrescentado para deixar ainda mais imprevisível a disputa pelo Palácio das Esmeraldas em 2018, sim porque a simples citação aos nomes de Marconi Perillo, Iris Rezende, Maguito e Daniel Vilela é combustível para embaralhar ainda mais o jogo político por aqui.

Até onde consta Iris Rezende do alto dos seus mais de 80 anos não será mais candidato, mas ainda é um nome influente na política de Goiás, mas Maguito, Daniel e Marconi ainda tem lenha para queimar em relação a cargos eletivos, sendo que uma investigação na magnitude que é feita pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato pode destruir qualquer pretensão dos mesmos em relação a 2018. Cortejados por vários partidos até outro dia, o clã dos Vilela deve sofrer rejeição à partir de agora, uma vez que o nome de Daniel vai sofrer uma perda natural de credibilidade por estar envolvido supostamente com ilícitos praticados pela Empreiteira Odebrecht.

Com Marconi Perillo o fato complica ainda mais a situação da base governista, o Tucano chefe na política de Goiás já tinha declarado apoio a José Eliton e Wilder Morais como candidatos na chapa majoritária, dois políticos que são Cristãos novos quando assunto é disputa eleitoral, tanto Wilder, quanto Eliton jamais foram testados em urna, não tem garantia de que vão puxar os votos necessários e a aposta do PSDB é que Marconi Perillo faça a diferença no pleito de 2018, mesmo tendo uma rejeição alta. A lista de Fachin pode perder força até o pleito do ano que vem, ao mesmo tempo em que os "suspeitos" podem não dormir tranquilos se tiverem alguma culpa no cartório, uma vez que a Polícia Federal pode amanhecer na cabeceira da cama de qualquer um deles à partir de agora que a lista vazou.

As tais provas cabais contra Lula custam à aparecer, todos os dias alguém diz que o depoimento de fulano, ciclano ou beltrano podem complicar a vida do ex-presidente do Brasil. Lula não foi para cadeia ainda porque o Juiz Sérgio Moro só tem contra ele indícios de que ele tenha cometido algum crime, assim como o Ministério Público Federal em seu Power Point só tem convicção de ele seja o chefe máximo do esquema criminoso, o que coloca para os brasileiros a palavra dos delatores contra a do ex torneiro mecânico que virou Presidente do Brasil.
A Odebrecht diz que deu o dinheiro a Lula em mãos, e em espécie, o que nos remete ao fato de que o dinheiro não tem rasto, cabendo a Marcelo Odebrecht provar que o dinheiro foi mesmo entregue a Lula por meio de um emissário. muitos de nós brasileiros, em algum momento, sendo admirador ou não de Lula já vislumbrou sua prisão, mas é pouco provável que ele seja preso antes de Aécio Neves, José Serra, Marconi Perillo ou Geraldo Alkimin, sim, porque os Tucanos sem a blindagem da mídia se mostram tão enrolados quanto os petistas deste país.

O vazamento da lista de Fachim era pra ser o assunto principal desta "semana santa", mas a mídia resolveu repercutir o depoimento, também "vazado" sem imagens ou áudio, de Marcelo Odebrecht, onde ele diz que deu dinheiro a Lula, o Jornal Nacional perdeu mais de hora do seu precioso tempo para expor a lista e as desculpas dos investigados, deixando claro que só aqueles que são considerados "corruptos importantes" seria apresentados naquele primeiro momento.



O Governo "Golpista ou Ilegítimo" de Michel Temer não escapou ileso desta "Terça Feira Santa", seu calvário ficou evidente tendo na lista de Fachin 9 Ministros de Estado, o que tira por completo a credibilidade da gestão, formada em sua maioria por suspeitos de saquear o país em algum momento da história. Assim como aconteceu com petista num tempo recente, PMDB e PSDB são a bola da vez nas investigações no Supremo Tribunal Federal.
 

Delação da Odebrecht - O esquema de Marconi Perillo

Delator da Odebrecht Fernando Reis fala sobre reuniões com o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo, para acertar contribuições de campanha

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Desenvoltos como numa roda de amigos, Emílio e Marcelo detalham a corrupção da Odebrecht – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Tanto pai quanto o filho não parecem preocupados com a gravidade das revelações que fizeram a justiça. Marcelo Odebrecht esta preso a dois anos, por tudo o que fez não deveria sair de lá nunca mais, mas no que depender do instituto da delação premiada, ele só vai perder uns poucos anos de sua vida no xadrez, um dia ele vai rir muito de tudo isso e contar aos seus herdeiros a desgraça que a corrupção propiciada por ele fez ao Brasil.

O pai, Emílio Odebrecht conta ao promotor as atrocidades que cometeu contra a humanidade de uma forma tão espontânea que chegou a incomodar até o membro do Ministério Público que o estava entrevistando na colaboração premiada. Em determinado momento, chega parecer que Emílio esta contando vantagem por ter comprado todo mundo em todas as esferas de poder.

O Brasil esta estarrecido com todas as revelações que os vídeos liberados por Fachin trazem, e numa semana em que os católicos celebram a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo os mais otimistas rezam para que o país consiga sobreviver ou renascer depois de tomar conhecimento do seu próprio calvário

Leia mais e veja os vídeos das delações... Odebrecht detalha como funcionava esquema de propina; veja vídeos | Agência Brasil - Últimas notícias do Brasil e do mundo

Marconi Perillo e mais 6 goianos são citados na LAVA JATO e cenário para 18 fica imprevisível – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Se não fosse o bastante o desgaste do Governador de Goiás por fazer uma gestão calcada na incompetência para gerir a infraestrutura do estado, um dado novo foi acrescentado para deixar ainda mais imprevisível a disputa pelo Palácio das Esmeraldas em 2018, sim porque a simples citação aos nomes de Marconi Perillo, Iris Rezende, Maguito e Daniel Vilela é combustível para embaralhar ainda mais o jogo político por aqui.

Até onde consta Iris Rezende do alto dos seus mais de 80 anos não será mais candidato, mas ainda é um nome influente na política de Goiás, mas Maguito, Daniel e Marconi ainda tem lenha para queimar em relação a cargos eletivos, sendo que uma investigação na magnitude que é feita pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato pode destruir qualquer pretensão dos mesmos em relação a 2018. Cortejados por vários partidos até outro dia, o clã dos Vilela deve sofrer rejeição à partir de agora, uma vez que o nome de Daniel vai sofrer uma perda natural de credibilidade por estar envolvido supostamente com ilícitos praticados pela Empreiteira Odebrecht.

Com Marconi Perillo o fato complica ainda mais a situação da base governista, o Tucano chefe na política de Goiás já tinha declarado apoio a José Eliton e Wilder Morais como candidatos na chapa majoritária, dois políticos que são Cristãos novos quando assunto é disputa eleitoral, tanto Wilder, quanto Eliton jamais foram testados em urna, não tem garantia de que vão puxar os votos necessários e a aposta do PSDB é que Marconi Perillo faça a diferença no pleito de 2018, mesmo tendo uma rejeição alta. A lista de Fachin pode perder força até o pleito do ano que vem, ao mesmo tempo em que os "suspeitos" podem não dormir tranquilos se tiverem alguma culpa no cartório, uma vez que a Polícia Federal pode amanhecer na cabeceira da cama de qualquer um deles à partir de agora que a lista vazou.

As tais provas cabais contra Lula custam à aparecer, todos os dias alguém diz que o depoimento de fulano, ciclano ou beltrano podem complicar a vida do ex-presidente do Brasil. Lula não foi para cadeia ainda porque o Juiz Sérgio Moro só tem contra ele indícios de que ele tenha cometido algum crime, assim como o Ministério Público Federal em seu Power Point só tem convicção de ele seja o chefe máximo do esquema criminoso, o que coloca para os brasileiros a palavra dos delatores contra a do ex torneiro mecânico que virou Presidente do Brasil.
A Odebrecht diz que deu o dinheiro a Lula em mãos, e em espécie, o que nos remete ao fato de que o dinheiro não tem rasto, cabendo a Marcelo Odebrecht provar que o dinheiro foi mesmo entregue a Lula por meio de um emissário. muitos de nós brasileiros, em algum momento, sendo admirador ou não de Lula já vislumbrou sua prisão, mas é pouco provável que ele seja preso antes de Aécio Neves, José Serra, Marconi Perillo ou Geraldo Alkimin, sim, porque os Tucanos sem a blindagem da mídia se mostram tão enrolados quanto os petistas deste país.

O vazamento da lista de Fachim era pra ser o assunto principal desta "semana santa", mas a mídia resolveu repercutir o depoimento, também "vazado" sem imagens ou áudio, de Marcelo Odebrecht, onde ele diz que deu dinheiro a Lula, o Jornal Nacional perdeu mais de hora do seu precioso tempo para expor a lista e as desculpas dos investigados, deixando claro que só aqueles que são considerados "corruptos importantes" seria apresentados naquele primeiro momento.



O Governo "Golpista ou Ilegítimo" de Michel Temer não escapou ileso desta "Terça Feira Santa", seu calvário ficou evidente tendo na lista de Fachin 9 Ministros de Estado, o que tira por completo a credibilidade da gestão, formada em sua maioria por suspeitos de saquear o país em algum momento da história. Assim como aconteceu com petista num tempo recente, PMDB e PSDB são a bola da vez nas investigações no Supremo Tribunal Federal.
 

Delação da Odebrecht - O esquema de Marconi Perillo

Delator da Odebrecht Fernando Reis fala sobre reuniões com o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo, para acertar contribuições de campanha

domingo, 16 de abril de 2017

Desenvoltos como numa roda de amigos, Emílio e Marcelo detalham a corrupção da Odebrecht – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Tanto pai quanto o filho não parecem preocupados com a gravidade das revelações que fizeram a justiça. Marcelo Odebrecht esta preso a dois anos, por tudo o que fez não deveria sair de lá nunca mais, mas no que depender do instituto da delação premiada, ele só vai perder uns poucos anos de sua vida no xadrez, um dia ele vai rir muito de tudo isso e contar aos seus herdeiros a desgraça que a corrupção propiciada por ele fez ao Brasil.

O pai, Emílio Odebrecht conta ao promotor as atrocidades que cometeu contra a humanidade de uma forma tão espontânea que chegou a incomodar até o membro do Ministério Público que o estava entrevistando na colaboração premiada. Em determinado momento, chega parecer que Emílio esta contando vantagem por ter comprado todo mundo em todas as esferas de poder.

O Brasil esta estarrecido com todas as revelações que os vídeos liberados por Fachin trazem, e numa semana em que os católicos celebram a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo os mais otimistas rezam para que o país consiga sobreviver ou renascer depois de tomar conhecimento do seu próprio calvário

Leia mais e veja os vídeos das delações... Odebrecht detalha como funcionava esquema de propina; veja vídeos | Agência Brasil - Últimas notícias do Brasil e do mundo

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

Marconi Perillo e mais 6 goianos são citados na LAVA JATO e cenário para 18 fica imprevisível – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Se não fosse o bastante o desgaste do Governador de Goiás por fazer uma gestão calcada na incompetência para gerir a infraestrutura do estado, um dado novo foi acrescentado para deixar ainda mais imprevisível a disputa pelo Palácio das Esmeraldas em 2018, sim porque a simples citação aos nomes de Marconi Perillo, Iris Rezende, Maguito e Daniel Vilela é combustível para embaralhar ainda mais o jogo político por aqui.

Até onde consta Iris Rezende do alto dos seus mais de 80 anos não será mais candidato, mas ainda é um nome influente na política de Goiás, mas Maguito, Daniel e Marconi ainda tem lenha para queimar em relação a cargos eletivos, sendo que uma investigação na magnitude que é feita pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato pode destruir qualquer pretensão dos mesmos em relação a 2018. Cortejados por vários partidos até outro dia, o clã dos Vilela deve sofrer rejeição à partir de agora, uma vez que o nome de Daniel vai sofrer uma perda natural de credibilidade por estar envolvido supostamente com ilícitos praticados pela Empreiteira Odebrecht.

Com Marconi Perillo o fato complica ainda mais a situação da base governista, o Tucano chefe na política de Goiás já tinha declarado apoio a José Eliton e Wilder Morais como candidatos na chapa majoritária, dois políticos que são Cristãos novos quando assunto é disputa eleitoral, tanto Wilder, quanto Eliton jamais foram testados em urna, não tem garantia de que vão puxar os votos necessários e a aposta do PSDB é que Marconi Perillo faça a diferença no pleito de 2018, mesmo tendo uma rejeição alta. A lista de Fachin pode perder força até o pleito do ano que vem, ao mesmo tempo em que os "suspeitos" podem não dormir tranquilos se tiverem alguma culpa no cartório, uma vez que a Polícia Federal pode amanhecer na cabeceira da cama de qualquer um deles à partir de agora que a lista vazou.

As tais provas cabais contra Lula custam à aparecer, todos os dias alguém diz que o depoimento de fulano, ciclano ou beltrano podem complicar a vida do ex-presidente do Brasil. Lula não foi para cadeia ainda porque o Juiz Sérgio Moro só tem contra ele indícios de que ele tenha cometido algum crime, assim como o Ministério Público Federal em seu Power Point só tem convicção de ele seja o chefe máximo do esquema criminoso, o que coloca para os brasileiros a palavra dos delatores contra a do ex torneiro mecânico que virou Presidente do Brasil.
A Odebrecht diz que deu o dinheiro a Lula em mãos, e em espécie, o que nos remete ao fato de que o dinheiro não tem rasto, cabendo a Marcelo Odebrecht provar que o dinheiro foi mesmo entregue a Lula por meio de um emissário. muitos de nós brasileiros, em algum momento, sendo admirador ou não de Lula já vislumbrou sua prisão, mas é pouco provável que ele seja preso antes de Aécio Neves, José Serra, Marconi Perillo ou Geraldo Alkimin, sim, porque os Tucanos sem a blindagem da mídia se mostram tão enrolados quanto os petistas deste país.

O vazamento da lista de Fachim era pra ser o assunto principal desta "semana santa", mas a mídia resolveu repercutir o depoimento, também "vazado" sem imagens ou áudio, de Marcelo Odebrecht, onde ele diz que deu dinheiro a Lula, o Jornal Nacional perdeu mais de hora do seu precioso tempo para expor a lista e as desculpas dos investigados, deixando claro que só aqueles que são considerados "corruptos importantes" seria apresentados naquele primeiro momento.



O Governo "Golpista ou Ilegítimo" de Michel Temer não escapou ileso desta "Terça Feira Santa", seu calvário ficou evidente tendo na lista de Fachin 9 Ministros de Estado, o que tira por completo a credibilidade da gestão, formada em sua maioria por suspeitos de saquear o país em algum momento da história. Assim como aconteceu com petista num tempo recente, PMDB e PSDB são a bola da vez nas investigações no Supremo Tribunal Federal.
 

O que vale é a intensidade com que se vive! Feliz Aniversário @Reinaldo_Cruz Parabéns pelo seu #DIADEREI

Parabéns @Reinaldo_Cruz por esse dia tão especial. Desejamos alegria, paz e harmonia, pois você merece #DIADEREI

quinta-feira, 6 de abril de 2017

"Lava Jato, o filme" Ministro da justiça terá de explicar a cooperação ilegal da PF


Em entrevista coletiva, os deuptados Paulo Pimenta, Wadih Damous e Paulo Teixeira anunciaram que estão exigindo a abertura de inquérito sobre as gravações clandestinas e a cooperação ilegal da Polícia Federal – inclusive com o uso abusivo de carros, helicóptero, pessoal e instalações para a realização do filme “Polícia Federal – A lei é para todos”.

Filme, aliás, que tem financiadores ocultos, e cuja realização está cheia de mistérios, inclusive com a violação da ordem do próprio Sérgio Moro para que não fosse filmada a condução coercitiva de Lula. Marcelo Auler, em seu blog, informa que teria sido usada uma câmera oculta nas roupas de um dos agentes que participou do “sequestro” do ex-presidente.

Um dos pedidos, que Rodrigo Maia está “segurando”, é um pedido formal de explicações do desaparecido Ministro da Justiça, Osmar Serraglio

Arquivo do blog

Seguidores