sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Ministério Público pede mais de 40 anos de prisão para Eike Batista e Sérgio Cabral


A Justiça aceitou as denúncias contra o empresário Eike Batista, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, a mulher dele e outras seis pessoas. Odos agora são réus, acusados de corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo os procuradores, o empresário pagou propina de R$ 1 milhão a Cabral, em janeiro de 2013. O contrato fictício estava ligado ao escritório de advocacia da ex-primeira-dama.

Arquivo do blog

Seguidores

Pesquisar este blog